Publicidade
Crise do coronavírus

Estudantes levam campanha #reduzPUCPR ao trending topic do Twitter; universidade se cala

(Foto: Divulgação)

Estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) alcançaram o trending topic do Twitter nesta quarta (20) com a campanha #reduzPUCPR pedindo a redução das mensalidades durante a pandemia de coronavírus. Neste período, as aulas são todas online e muitos alunos estão com dificuldades financeiras por conta da crise econômica causada pela crise do Covid-19.

A campanha #reduzpucpr foi iniciada pelo Centro Acadêmico de Serviço Soocial e depois mais de 60 entidades de representação estudantil da PUCPR, de todos os campos, inclusive o Diretório Central dos Estudantes (DCE). O presidente do DCE, Miguel Bugalski, disse que os estudantes precisam mais que flexibilização de mensalidades, mas descontos efetivos. "Nós encaminhamos dois ofícios para a direção da universidade pedindo descontos  e a resposta foi uma flexibilização da mensalidade, com parcelamento, mas não uma redução da mensalidades. E isso não adianta para o estudante em crise financeira", afirmou ele.  

A campanha consiste em uma grande campanhas nas redes sociais, principalmente Twitter e Instagram, que pede que os estudantes postem a campanha e marquem cinco amigos. "Estamos conseguindo visibilidade para a campanha, já que alcançamos o trending topic do Twitter", disse o presidente do DCE. 

Para resolver as questões financeiras durante a pandemia, a instituição implantou o que chama de célula de flexibilização para "deliberadar medidas individuais àqueles estudantes que comprovarem a necessidade de apoio no pagamento de mensalidades durante este momento de pandemia, com soluções customizadas a partir das possibilidades da Universidade.” A reportagem do Barulho Curitiba pediu na terça-feira (19) à assessoria da PUCPR um levantamento sobre quantos universitários foram  beneficiados pela 'flexibilização', mas até essa quinta (21) não obteve resposta. 

Leia mais no Barulho Curitiba

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES