Publicidade

EUA: China comete violação em Hong Kong e empresas podem evitar território

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta quarta-feira, 1º, que a imposição pela China de uma lei de segurança em Hong Kong é uma "evidente violação dos direitos humanos" e também uma violação clara do tratado original pelo qual o controle de Hong Kong foi entregue dos britânicos para os chineses. A declaração foi dada durante entrevista à emissora Fox Business.

Ross considera que, com suas ações, a China retira o status especial de Hong Kong. Segundo ele, agora empresas podem evitar manter negócios no território. "Há uma boa chance de que todas as companhias que têm usado Hong Kong como sua sede para a Ásia vão começar a repensar se as novas regras, a nova relação entre Hong Kong e a China continental, se elas continuam favoráveis para ter sede em Hong Kong, como costumava ser", analisou. Em outro momento da entrevista, o secretário de Comércio ainda criticou a China por "roubar tecnologia" de outros países, dizendo que isso precisa ser combatido.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES