EUA: compra de petróleo russo pela China é amostra de sua disposição com Moscou

A importação de petróleo russo pela China é "apenas um pedaço" de sua disposição com Moscou, disse o coordenador de comunicação do Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos, John Kirby.

Em coletiva à imprensa nesta terça-feira, 21, Kirby frisou que os EUA querem colocar o máximo de pressão possível sobre o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Questionado sobre a Índia, o coordenador afirmou que Washington valoriza sua parceria com o país, mas que é preciso que haja consequências "ao que Putin está fazendo", em referência à guerra na Ucrânia.

O presidente Joe Biden deve conversar com líderes do G7 sobre oferta de combustíveis e alimentos na reunião na Alemanha, na próxima semana, disse Kirby.