Luto no futebol

Ex-Athletico, Alex Apolinário não sobrevive a parada cardíaca e morre em Portugal

Alex Apolinário
Alex Apolinário (Foto: Divulgação/FCAlverca)

O Alverca, clube da terceira divisão de Portugal, confirmou nesta quinta-feira (dia 7) a morte do meia brasileiro Alex Apolinário. O jogador de 24 anos, que foi revelado nas categorias de base do Cruzeiro e defendeu o Athletico Paranaense em 2018, não resistiu a uma parada cardiorrespiratória sofrida em campo no último domingo. Ficou em coma induzido e teve morte cerebral constatada na manhã desta quinta.

O jogador passou mal durante partida contra o Almerim - por volta dos 27 minutos do primeiro tempo, perto do círculo central -, foi atendido ainda no gramado e levado em estado grave ao hospital de Vila Franca de Xira, em Alverca do Ribatejo, na região metropolitana de Lisboa. Os jogadores alertaram o árbitro, que decidiu não retomar a partida por causa do episódio. O brasileiro precisou ser atendido com o uso de desfibrilador e, depois de ter a situação estabilizada, foi encaminhado ao hospital.

O clube português divulgou um comunicado oficial sobre o falecimento do brasileiro. "Com profundo pesar comunicamos, de acordo com as informações prestadas pelo corpo médico do Hospital de Vila Franca de Xira, o falecimento por morte cerebral do nosso atleta Alex Sandro dos Santos Apolinário, esta manhã. O FC Alverca Futebol SAD prestará todo o apoio necessário a seus familiares", declarou o Alverca.

Natural de Ribeirão Preto (SP), Alex Sandro dos Santos Apolinário atuou pelo Athletico Paranaense em 2018. Ele disputou 11 jogos no clube paranaense e marcou um gol - foi na vitória por 7 a 1 sobre o Rio Branco, pelo Paranaense. Foi campeão estaual de 2018 com o Furacão.

Ele jogava no Alverca desde o início de 2019 e ganhou notoriedade em Portugal ao marcar um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Sporting Lisboa, na temporada passada, que eliminou o clube de maior expressão da Taça de Portugal.

Nas redes sociais, vários jogadores e pessoas ligadas ao futebol prestaram homenagem a Alex Apolinário. Como é o caso do meia uruguaio Arrascaeta, que atuou junto com o brasileiro no Cruzeiro. Clubes do Brasil - o próprio time mineiro e o Athletico-PR - e de Portugal - Benfica, Sporting Lisboa e Porto - lamentaram a morte.