Ex-funcionária da Caixa desviava dinheiro de clientes

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou uma ex-funcionária da Caixa Econômica Federal de Londrina que teria se apropriado de dinheiro público e modificado senhas de cartões de crédito de clientes do banco, desviando R$ 41 mil de contas de correntistas para a conta pessoal entre janeiro a março de 2011.

A ação civil pública e uma ação penal foram estruturadas na segunda-feira (21). Segundo a denúncia do MPF, a acusada confessou ter alterado os dados dos clientes sem as devidas autorizações, conseguindo assim sacar dinheiro em caixas eletrônicos localizados na rodoviária, em um shopping e em um supermercado da cidade.

Agora, o MPF pede que a ré seja condenada por peculato e improbidade administrativa e ainda solicita a devolução dos dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio, além de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos, pagamento de multa até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou de crédito por dez anos.

O Ministério Público emitiu uma liminar decretando a indisponibilidade de bens e valores, no montante de R$ 123.090,00 – suficiente para recompor os prejuízos causados ao erário, para a devolução da quantia desviada e para garantir o pagamento de multa administrativa.