Publicidade
Feminicídio

Ex-marido é condenado a 28 anos e 7 meses de prisão por morte de Mahara Scremin

Ênio Ivan Bertoncello foi condenado a 28 anos e 7 meses de prisão pela morte da a ex-mulher, a estudante de direito, Mahara D'ávila Scremin. O julgamento começou na manhã de segunda-feira, 15, em Curitiba, e a sentença foi lida à 1h30 da madrugada desta terça-feira, 16. Ele foi condenador pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, dissimulação, feminicídio e fraude processual.

O crime ocorreu em maio de 2017, no bairro Boqueirão, e Ênio confessou que matou a jovem a facadas por ciúmes.

A estudante tinha 23 anos. À época do crime, o ex-marido chegou a colocar nas redes sociais uma mensagem de luto pela morte dela e chegou a ir ao velório como se não tivesse feito nada.

Ênio e Mahara foram casados por três anos e haviam se separado no início de 2017. Ele, porém, não aceitava o fim do relacionamento.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES