Expedição de papelão ondulado chega a 329.757 t em junho, recorde para o mês

A expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado atingiu 329.757 toneladas em junho, 16,7% superior ao registrado no segundo trimestre de 2020. Segundo a Associação Brasileira de Embalagens em Papel (Empapel), com o resultado, o 1º semestre de 2021 registra um volume de 1.992.653 toneladas e é 13% superior ao mesmo período do ano anterior.

Este é o maior volume expedido para os meses de junho, superando o volume de junho de 2018, período em que houve recomposição da expedição após a paralisação dos serviços de transporte de carga, no final de maio do mesmo ano. Esta também é a 12ª vez consecutiva em que o crescimento de um ano para o outro do volume expedido é recorde.

O volume de expedição por dia útil foi de 13.190 toneladas em junho, também um aumento de 12,8% na comparação interanual, dado que junho de 2021 e 2020 registraram a mesma quantidade de dias úteis. Segundo a Empapel, este é o maior volume por dia útil da série histórica para os meses de junho.

Pelos dados livres de influência sazonal, o Boletim Mensal de junho aponta alta de 1,0% do IBPO, para 150,9 pontos. Na mesma métrica, o volume expedido de papelão ondulado foi de 338.122 toneladas e a expedição por dia útil foi de 13.525 toneladas, 1,0% superior ao mês anterior.

O volume expedido de papelão ondulado no segundo trimestre de 2021 foi inferior em 1,7% o volume do trimestre imediatamente anterior, na série ajustada sazonalmente.