Felipe Melo cita hino do Palmeiras e defende Luan: 'Defesa que ninguém passa'

O Palmeiras teve que se superar em campo para conseguir a vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre, pela primeira partida da final da Copa do Brasil. Fez o gol no primeiro tempo com o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, mas sofreu no segundo com a expulsão do também defensor Luan, aos 18 minutos.

Após o jogo, na saída do gramado, o meio-campista Felipe Melo tratou de afagar o expulso Luan e lembrou trecho do hino do clube alviverde.

"Já aconteceu algumas vezes comigo, inclusive nesse campo. É bom relembrar quando fui expulso, pela Libertadores. E todos correram por mim. Hoje (domingo), independentemente de qualquer coisa, temos que ressaltar o espírito de luta e de união da equipe. Corremos pelo Luan", afirmou o capitão, em entrevista ao SporTV.

"É um amigo, nosso companheiro, que está todo dia na luta para continuar fazendo história nesse clube. Acontece, é um cara que não é maldoso. São coisas do futebol. Demonstramos nossa união, o poder que temos de ser aguerridos, correr e lutar", prosseguiu o volante. "Demonstramos o que diz o início do hino do Palmeiras: ‘Defesa que ninguém passa’. Não só a defesa, não só o meio campo, mas também o ataque. Os meninos que entraram deram conta do recado", completou.

Raphael Veiga comemorou a vantagem conquistada fora de casa. "Estamos levando um resultado importante para São Paulo. É ter cabeça boa, acertar uns detalhes durante a semana e fazer um bom jogo para conquistar o título", disse o meia.