Mês da consciência negra

Festa do Rosário transforma o Centro Histórico até domingo

Manifesta\u00e7\u00f5es durante a Festa do Ros\u00e1rio, aberta ontem no setor Hist\u00f3rico
Manifesta\u00e7\u00f5es durante a Festa do Ros\u00e1rio, aberta ontem no setor Hist\u00f3rico (Foto: Franklin de Freitas)

O Centro Histórico de Curitiba é, desde ontem, palco de celebrações religiosas, artísticas e culturais que seguem até o domingo, durante a realização da Festa do Rosário. As festividades contam com feira de artesanato, palco com apresentações artísticas locais e ainda a tradicional lavação das escadarias da antiga Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito.
São esperadas mais de 1.000 pessoas nos quatro dias de evento. No Palco Culturas Populares, no Largo da Ordem, até amanhã, vários artistas vão se apresentar ao público: Grupo de Choro do Conservatório de MPB, Luana Godim, Os Encantados, escolas de samba do Carnaval de Curitiba 2018 - Mocidade Azul e Enamorados, Engoma Bandeira da Amizade, Tambores do Paraná, TamborErê e as rodas de samba do Sindicatis e do Samba do Compositor Paranaense.
De acordo com o assessor da Prefeitura para Promoção da Igualdade Racial, Adegmar Silva (Candieiro), a comunidade afro-curitibana celebra as raízes com a festividade, que está na nona edição, cada ano tem uma programação mais diversificada e aumento do número de participantes. Também vai contar com a Feira Afro de artesanato e culinária, durante os quatro dias, no Memorial de Curitiba. São previstas várias apresentações durante a feira.
Durante a festa, haverá arrecadação de alimentos para serem distribuídos às famílias das crianças participantes do projeto Passos da Criança, da Vila Torres.

Ponto alto será a lavagem das escadarias

O ponto alto da Festa do Rosário será a lavação das escadarias no domingo, às 9h30. Após a tradicional lavação das escadas com flores e perfumes, tem início às 9h30 o cortejo com os Batuqueiros, saindo da Fonte da Memória (Praça Garibaldi) até o marco do Pelourinho, passando pelas gameleiras sagradas da Praça Tiradentes.
A festa curitibana se inspirou na lavagem das escadarias da Igreja do Bonfim, em Salvador, mas depois se tornou uma referência para as comemorações em outras cidades.
A Festa do Rosário é uma parceria entre a Assessoria de Políticas de Igualdade Racial de Curitiba e a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), além de outros parceiros da sociedade civil.