Publicidade
Festa na regional

Festa junina em Curitiba tem drone trazendo o balão de São Pedro

(Foto: Luiz Costa/SMCS)

Duas festas tradicionais marcaram o fim de semana em Curitiba. No pavilhão de eventos do Parque Barigui, o 29º Imin Matsuri, festival cultural que comemora a entrada do inverno e os 111 anos da chegada dos primeiros imigrantes japoneses ao Brasil. Na Rua da Cidadania do Cajuru, no sábado (29/6), teve arrasta pé e fogueira da inovação para comemorar o Dia de São Pedro. Mas uma das novidades que mais chamou a atenção foi o balão de drone.

O balão foi idealizado pelo professor Rogério Belando e confeccionado no Fab Lab Cajuru. “No lugar do balão que causa incêndio e é danoso ao meio ambiente, um balão de inovação criado com drone que veio do céu para acender a fogueira”, comemorou o prefeito Rafael Greca, presente à festa.

Outro morador animado era o empresário José Soares que participou do arraial cantando com a Banda Som Nativo. “Festa maravilhosa. É a segunda vez que venho e este ano está mais animada ainda”. Ele gostou do balão de drone. "Todos os balões que soltam deveriam ser assim”, disse o empresário José Soares.

A comunidade dançou quadrilha. Bandas locais como Som Nativo, Juvêncio Cardoso e Banda e Paulinho do Capão da Imbuia e seus convidados animaram a festança. “A festa do Cajuru resgatou a mais antiga tradição musical brasileira e curitibana, com a modinha as Mocinhas da Cidade, barracas de pescaria, pinhão e o convívio das famílias nesta linda noite de São Pedro”, disse Greca.

A secretária Christiane Wegrzynovski, moradora da Vila Camargo estava animada com a festa. “Maravilhosa, bem organizada. Os preços das comidas estavam bons, as músicas animadas, muitas famílias participaram. Uma festa muito boa”, elogia.



Imin

A festa da imigração japonesa, neste sábado e domingo (29 e 30/6) tem apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba. Música, comida, dança e cosplayers de mangás (pessoas vestidas e maquiadas como personagens de histórias em quadrinhos) são atrações da festa. O prefeito participou da cerimônia que traz sorte quando é quebrada a tampa do barril de saquê.

“É uma alegria receber esta festa que nos oferece a comunidade japonesa todos os anos”, disse o prefeito. que caíram no gosto do curitibano, disse o prefeito Rafael Greca.

O Consul Geral do Japão, Hajime Kimura, explicou que nas cerimônias de comemorações, no Japão, o barril é aberto para ofertar o saquê a Deus. “A bebida é feita de arroz, um alimento sagrado para nós japoneses, é o prato principal da nossa comida”. Em seguida a bebida foi oferecida às autoridades e convidados.

O prefeito agradeceu e reforçou a importância dos japoneses na nossa história. “Bendito seja Deus que nos deu a imigração japonesa no Paraná e no Brasil. Benditos sejam os nossos antepassados que no navio Kasato Maru atravessaram os mares, em 1908 e atracaram neste Novo Mundo”.

Em seguida, o prefeito assistiu a apresentação do flautista Reison Kuroda, que tocou a música do vento. Greca convidou o músico japonês para participar da próxima edição da Oficina de Música, em janeiro. Teve ainda apresentações dos grupos Kinawa (dança com tambor) e Wakaba Taiko (tambores).

Também estiveram no 29º Imin Matsuri, a Procuradora-Geral do Munícipio, Vanessa Volpi e os coordenadores do evento, Yuichi Oshima e Hermes Murakami.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES