Publicidade
Turismo visto do alto

Festival de balões neste domingo transforma o Parque Vila Velha numa ‘Capadócia’

(Foto: Valter Campanato/ABr arquivo)

Principal sítio geológico dos Campos Gerais do Paraná, o Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, deve ganhar passeios de balões como uma de suas atrações. Com o projeto de concessão do parque em tramitação, a ideia do governo é que com a aprovação uma empresa que assuma o espaço inaugure o passeio permanente de balão nos moldes do que ocorre na Capadócia, na Turquia. A região guarda semelhanças com Ponta Grossa em razão das “chaminés de fada”, altas formações rochosas em formato de cone agrupadas no Vale dos Monges, em Göreme.

Para fomentar a ideia de concessão e do voo permanente de balões pelo município, a prefeitura promove neste domingo o primeiro “Festival de Balões de Ponta Grossa”. Ao todo, serão 15 balões que farão uma revoada na região do parque.

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), lembra que o balonismo na região seria uma das atrações mais adequadas em razão principalmente da vista da Escarpa Devoniana. “Nosso governador determinou que nossa linda Vila Velha tenha balonismo, como acontece na Capadócia, na Turquia, com as vistas mais lindas da Escarpa Devoniana e dos Arenitos”, publicou o prefeito em sua conta no Twitter.

Segundo o secretário municipal de Turismo de Ponta Grossa, Edgar Hampf, o festival servirá para que o município perceba como pode ser feito um sistema de revoadas permanente no parque. “A revoada é uma maneira de a gente fomentar a discussão e mostrar como é a ideia”, diz.

Na revoada experimental, apenas os profissionais baloeiros e os integrantes de clubes de balonismo cadastrados poderão voar. Para ver a revoada, o evento não cobrará ingressos na área. A primeira leva de voos será às 7h30 e a segunda, às 16h30 deste domingo. Qualquer pessoa pode acompanhar. O parque, porém, tem capacidade máxima de visitação de 800 pessoas. Para visitar outras áreas, como as furnas ou arenitos, a cobrança de ingressos é normal, como ocorre todos os dias. “Para o festival não tem cobrança nenhuma”, reforça o secretário.

O projeto de concessão do Parque Vila Velha prevê a utilização de uma área pré-estabelecida à iniciativa privada para desenvolver atividades de uso público, como turismo e hotelaria. O objetivo é melhorar os atrativos e estruturas do parque para que aumentar o número de visitantes. A concessão, no entanto, não desobriga o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), órgão administrador do parque, de monitorar se a gestão obedece a preservação do local.

Atração para turistas e empresas

O Parque Estadual de Vila Velha passa por um processo de concessão pelo governo do Estado e o evento com balonismo servirá para que as empresas interessadas em investir no parque vejam todo o potencial turístico do local. O prefeito Marcelo Rangel comemorou a confirmação do evento em suas redes sociais. “Conseguimos e está confirmado! Ponta Grossa terá Festival de Balões na Vila Velha. Dia 13 de outubro, domingo, com entrada franca na Vila Velha. Ponta Grossa é turismo”, ressaltou o prefeito.

Com a concessão do parque, outras novas atrações são vislumbradas pelo prefeito e sua equipe, como além do balonismo, o arvorismo, fotografia de natureza, caminhadas, campo de desafios, cicloturismo e mountain bike, observação da vida selvagem, acampamento e glamping (acampamento glamouroso). Outras propostas nessa linha também poderão ser exploradas, como eventos técnicos, religiosos, esportivos e de lazer, flutuação na Lagoa Dourada, espaços interativos, museu, rapel, elevador em Furnas e hospedagem (hotel, pousada, hostel e glamping).

Cerca de dez empresas já procuraram a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo manifestando interesse pelo processo de licitação para a gestão do Parque Vila Velha. O edital do processo de concessão foi publicado em 5 de setembro, dirigido a empresas interessadas em investir na melhoria da estrutura do parque e do seu entorno, potencializando os atrativos turísticos do local. A abertura da licitação ocorrerá em sessão pública marcada para o dia 23 de outubro, às 9h30, no auditório da secretaria, em Curitiba. O prazo estimado para a empresa assumir a gestão do parque é de 120 dias, a partir da data de abertura dos envelopes com as propostas.

O valor do contrato chega a R$ 9,8 milhões e corresponde ao montante de investimentos mínimos a
serem realizados pela concessionária durante o prazo de vigência da concessão de uso, prazo este que é de 30 anos podendo ser prorrogado. Caberá à concessionária o pagamento mensal de outorga ao Estado, sobre sua receita operacional bruta. “O objetivo da concessão é chamar mais visitantes para a unidade, que é uma das principais atrações turísticas do Paraná”, disse o secretário Márcio Nunes.

SAIBA

Vila Velha

Criado em 1953, para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná, o Parque da Vila Velha é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual e tem mais de 3 mil hectares. Considerado o principal atrativo natural de Ponta Grossa, é composto por três principais atrações: Arenitos, que são formações rochosas que apresentam formas variadas, como a “taça” e o “camelo”; as Furnas e Lagoa Dourada que tem este nome porque as suas águas ficam com uma coloração dourada quando reflete a luz do Sol.

Para visitar o parque atualmente, os visitantes precisam do acompanhamento de guias de turismo credenciados para entrar. O atendimento é feito por ordem de chegada e os turistas são reunidos em grupos de 20 a 46 pessoas. Grupos maiores de 15 pessoas precisam de agendamento prévio com antecedência de 10 dias.

Às segundas, quartas e quintas como o Parque tem visitação restrita, os guias ficam aguardando na portaria os visitantes para fazer a visita individual ou em grupo, pagando o valor de R$180,00 para o guia (valor que pode ser dividido por quem estiver presente para fazer a visita), mais R$18,00 da visitação no Parque, sendo utilizado o carro do guia ou condução própria no atrativo.

Sexta, sábado e domingo o parque funciona normalmente para visitação com a estrutura do Parque, onde o guia recebe os grupos na recepção e o valor da visita com o guia fica R$28,00. O passeio inclui os Arenitos, as Furnas e a Lagoa Dourada.

Grupos maiores de 15 pessoas devem agendar a visita com no minimo 10 dias de antecedência pelo e-mail: pevilavelha@iap.pr.gov.br. e fazer a contratação do guia pelo e-mail: agendamentongtur@gmail.com.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES