Júri

Fisioterapeuta é condenado a 16 anos de prisão por tentativa de feminicídio contra ex-companheira

O fisioterapeuta Adriano Tiezerini foi condenado a 16 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por tentativa de feminicídio contra a ex-compaheira em uma suposta tentativa de assalto. O júri popular ocorreu na quarta-feira (13), em Curitiba.

O réu foi considerando culpado com a qualificadora de motivo fútil, em razão de não aceitar o fim do relacionamento.

O crime aconteceu em 29 de dezembro de 2018, no bairro Bigorrilho, em Curitiba, e foi registrado por câmeras de segurança. A mulher, que tinha 41 anos à época, sobreviveu após levar seis tiros. Ela ficou em estado grave, passou por cirurgia e se recuperou.