FMI aprova ampliação de linha de crédito para Colômbia

O diretório executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou o pedido da Colômbia de um aumento na linha de crédito disponível para o país, que chegou agora a US$ 17,2 bilhões. Em comunicado, o FMI diz que isso ocorre pois Bogotá continua a cumprir os critérios para acessar a linha e por sua boa trajetória de desempenho econômico e implementação de políticas, em um contexto de "riscos externos aumentados". Além disso, o choque da pandemia da covid-19 se mostra mais adverso do que o previsto no início de maio, aponta o Fundo.

Pelo Twitter, a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, elogia o aumento na linha de crédito flexível, de US$ 6,5 bilhões, diante dos fundamentos "muito fortes" do país e da necessidade de que a Colômbia continue a receber fundos para apoiar a economia e a população diante do novo coronavírus.