Publicidade
Cultura

Francesca Angiolillo vence prêmio da Biblioteca Nacional com livro de poesia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Biblioteca Nacional divulgou nesta terça (13) os vencedores do Prêmio Literário 2018 em nove categorias. A jornalista Francesca Angiolillo, repórter especial da Folha de S.Paulo, venceu na categoria poesia com "Etiópia" (7 Letras), seu livro de estreia.

Na categoria romance, Evandro Affonso Ferreira levou o primeiro lugar pela obra "Nunca Houve Tanto Fim como Agora" (Record). Gustavo Pacheco, autor de "Alguns Humanos" (Tinta da China), levou na categoria contos.

A vencedora na categoria ensaio social foi Lilia Moritz Schwarcz, por "Lima Barreto: Triste Visionário" (Companhia das Letras).

Cada vencedor receberá R$ 30 mil. 

Veja todos os ganhadores Categoria conto - Prêmio Clarice Lispector

Vencedor: Gustavo Pacheco, com a obra "Alguns Humanos", Tinta-da-China

2º lugar: Noemi Jaffe, com a obra "Não Está mais Aqui quem Falou", Companhia das Letras

3º lugar: Pedro de Souza, com a obra "Zoografia: Zooalgia", Nankin Editorial

Categoria ensaio literário - Prêmio Mário de Andrade

Vencedora: Madalena Natsuko Hashimoto Cordaro, com a obra "A Erótica Japonesa na Pintura & na Escritura dos Séculos 17 a 19", Edusp

2º lugar: Silvia de Ambrosis Pinheiro Machado, com a obra "Canção de Ninar Brasileira: Aproximações", Edusp

3º lugar: Audrey Ludmilla do Nascimento Miasso, com a obra "Epígrafes e Diálogos na Poesia de Machado de Assis", EdUFSCar

Categoria ensaio social - Prêmio Sérgio Buarque de Holanda

Vencedora: Lilia Moritz Schwarcz, com a obra "Lima Barreto: Triste Visionário", Companhia das Letras

2º lugar: Elvira Lobato, com a obra "Antenas da Floresta: A Saga das TVs da Amazônia", Objetiva

3º lugar: Andrea Dip, "Em Nome de Quem? A Bancada Evangélica e seu Projeto de Poder", Civilização Brasileira

Categoria literatura infantil - Prêmio Sylvia Orthof

Vencedora: Lúcia Hiratsuka, com a obra "Chão de Peixes", Pequena Zahar

2º lugar: Mirna Brasil Portella, com a obra "Porco de Casa Cachorro É", Escrita Fina

3º lugar: Helena Lima, com a obra "Olga", Lago de Histórias.

Categoria literatura juvenil - Prêmio Glória Pondé

Vencedor: Lourenço Cazarré, com a obra "Os Filhos do Deserto Combatem na Solidão", Cepe Editora

2º lugar: Breno Fernandes, com a obra "Mendax, o Ladrão de Histórias", FB Publicações

3º lugar: Alexandre de Castro Gomes com a obra "Os 12 Trabalhos de Severino", SESI-SP.

Categoria poesia - Prêmio Alphonsus de Guimaraens

Vencedora: Francesca Angiolillo, com a obra "Etiópia", 7 Letras

2º lugar José Mário Rodrigues, com a obra "O Voo da Eterna Brevidade", Cepe Editora

3º lugar: Marcelo Montenegro, com a obra "Forte Apache", Companhia das Letras.

Categoria projeto gráfico - Prêmio Aloísio Magalhães

Vencedores: Gabriela Marques de Castro, Paulo André Chagas e Gustavo Marchetti com a obra "O Nome do Medo", com organização de Lisette Lagnado, Museu de Arte do Rio / Instituto Odeon

2º lugar: Gustavo Piqueira, com a obra "De Novo", Lote 42

3º lugar: Elaine Ramos Coimbra com a obra "Corpo a Corpo - A Disputa das Imagens, da Fotografia à Transmissão ao Vivo", IMS, e Raquel Matsushita, com a obra "Catálogo de perdas", SESI/SP

Categoria romance - Prêmio Machado de Assis

Vencedor:  Evandro Affonso Ferreira, com a obra "Nunca Houve tanto Fim como Agora", Record

2º lugar: Manoel Herzog, com a obra "A Jaca do Cemitério É mais Doce", Alfaguara

3º lugar: Luis S. Krausz, com a obra "Outro Lugar", Cepe Editora.

Categoria tradução - Prêmio Paulo Rónai

Vencedor:  Maurício Mendonça Cardozo, com a obra "De Minha Vida: Poesia e Verdade" (Johann Wolfgang von Goethe), Editora Unesp

2º lugar: Luciano Dutra, com a obra "Pela Boca da Baleia (Sjón)", Tusquets Editores

3º lugar: Heloisa Jahn, com a obra "As Alegrias da Maternidade" (Buchi Emecheta), Dublinense

DESTAQUES DOS EDITORES