Sua cozinha

Fritura deixou de ser sinônimo de gordura

Bem-vindo ao século XXI!

No início da civilização humana, pouco se falava sobre benefícios e malefícios de determinados alimentos para o corpo. Isso acontecia porque as pessoas comiam aquilo que estivesse à mesa sem se preocupar com a origem daquela refeição. O que importava, naquele tempo, era saciar a fome e manter o corpo com energia o suficiente para lidar com os trabalhos diários. Todavia, embora no início não tenha sido questionada, com o passar do tempo e a evolução da espécie, surgiram muitas dúvidas com relação à alimentação humana.

A preocupação com a alimentação é algo muito recente. Até o século passado, era difícil encontrar pessoas que estivessem ligadas com as questões de saúde que os alimentos podem ou não proporcionar. Agora, entretanto, no século XXI, muitos estão atentos sobre os pratos que consomem e o que se ingere.

Com a difusão da internet, o acesso a esse tipo de conhecimento nutricional se tornou muito mais fácil. Por isso, agora, quando se fala em alimentação saudável, a população está mais atenta e bem informada. Todavia, embora esteja mais acessível, ainda existem vários tabus com relação à alimentação. Um dos mais comuns que se pode citar, é com relação às frituras.

Quando se refere a uma alimentação saudável, logo vem à cabeça o fato de ter que lançar fora muitas refeições deliciosas, como as batatas fritas. Apesar de ser um dos melhores jeitos de se consumir a batata, por ser banhada em óleos quentes gordurosos, o que era para ser algo saudável, já que essa não é industrializada, torna-se uma refeição bastante calórica e prejudicial à saúde.

Desse modo, em geral, as frituras são tidas com maus olhos em uma alimentação balanceada. Isso ocorre porque, de fato, esses óleos causam prejuízos à saúde, já que podem ser os causadores de infarto, diabetes, hipertensão, gordura no fígado e outros problemas. Assim, ingerir alimentos fritos, como as batatas outros, mesmo que sejam de origem boa, ao passar por esse banho de gordura, se torna um problema gravíssimo à saúde.

Entretanto, mesmo que prejudicial, por envolver uma questão séria de gosto e de alimentação, muitas pessoas continuam a consumir esse tipo de alimento. Há quem diga ainda que não deixa de ingerir essas substâncias porque não consegue largar as frituras. Todavia, isso, hoje em dia, não se faz mais necessário.

Por meio de diversas tecnologias, o ser humano encontrou vários modos para ter uma vida mais saudável, leve, mais confortável e com menos esforço. Uma dessas tecnologias se refere à alimentação. Com o objetivo de aliar uma boa saúde e uma alimentação equilibrada que não restringe os consumidores, surgiram as fritadeiras elétricas.

Diferentemente de antes, que era exigido o consumo de óleos e, assim, de vários insumos que trazem somente malefícios à saúde quando se pretendia fazer alguma fritura, hoje em dia é possível ingerir alimentos fritos sem usar uma só gota desse ingrediente. Por meio de um calor gerado nos seus interiores, as fritadeiras elétricas revolucionaram a cozinha, já que conseguem fritar diversos alimentos do modo mais saudável possível.

Assim sendo, consumir frituras agora não é mais um sinônimo de uma alimentação ruim e, portanto, escolher a melhor fritadeira elétrica para o uso de cada consumidor é essencial para manter uma alimentação saudável. Visto que cada modelo é destinado a um público diferente, cabe ao usuário definir os seus gostos e validá-los com relação ao modelo escolhido.

Com isso em vista, surgiu o site Guia da Fritadeira. Com o objetivo de facilitar a escolha dos consumidores brasileiros, o site conta com diversas resenhas dos mais diversos modelos de fritadeiras elétricas. Por meio plataforma, já que essa reúne diversas informações sobre os mais variados aparelhos, não é necessário passar horas na internet à procura de dados e avaliações sobre o produto desejado, mas essa permite que o usuário encontre tudo em um só lugar.