Publicidade
Polícia Federal

Funcionários do Correios que violavam correspondências ficarão presos preventivamente

A 12ª Vara da Justiça Federal decretou na noite de ontem (03 de março) a prisão preventiva dos funcionários dos Correios que estavam presos temporariamente, desde a última quinta-feira (28/02), em função de uma operação deflagrada naquela data para o cumprimento de 7 mandados judiciais contra 6 funcionários da empresa. A mudança de prisão temporária para prisão preventiva foi feit pela autoridade policial após a realização de interrogatórios, análise do material aprendido e indiciamento dos presos.

Os presos, que já estavam sob custódia da PF, já foram informados da nova prisão. De acordo com a PF, eles violavam correspondências e desviavam seus conteúdos, em especial drogas sintéticas enviadas ilegalmente do exterior para o Brasil. As prisões temporárias venceriam hoje, por isso ainda na sexta-feira foram solicitadas as prisões preventivas.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de peculato e associação criminosa e estão à disposição da justiça.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES