Publicidade
Festa Popular

Fundação Cultural e escolas de samba planejam o Carnaval 2019

A Fundação Cultural de Curitiba reuniu, na semana passada, os representantes das escolas de samba de Curitiba para iniciar o planejamento do Carnaval 2019. A reunião, realizada na noite de quinta-feira (05/7), foi para a avaliação da festividade anterior e para definir as diretrizes para a festa do próximo ano.

“Acho maravilhoso a Fundação Cultural tomar essa iniciativa junto com as Escolas para projetarmos esse belo espetáculo, que é o Carnaval de Curitiba afirmou Jefferson Pires de Lima, membro da comissão do carnaval e presidente Escola de Samba Imperatriz da Liberdade.

O carnavalesco também preside a Liga das Escolas de Samba, organização das agremiações carnavalescas criada em março deste ano com o objetivo de somar forças para que o evento fique cada vez mais profissional.

O coordenador de infraestrutura da FCC e presidente da Comissão do Carnaval, Jaciel Teixeira, fez a avaliação da edição deste ano, recebeu sugestões e confirmou a realização do Carnaval 2019. Em maio passado, a Fundação colocou em consulta pública o Edital do Carnaval 2019 e agora serão feitos os ajustes para o lançamento da versão final. A previsão é que ele seja publicado em agosto, após os ajustes dos detalhes pela Assessoria Jurídica da Fundação Cultural.

“O carnaval vai seguir o padrão via Fundo Municipal, que é um instrumento que deu certo. É um aporte financeiro seguro, as escolas recebem os recurso com antecedência e podem se preparar com tempo hábil”, explicou Teixeira.

Avaliação
Para a presidente da Escola Enamorados do Samba, Marlene Montecarmelo, carnavalesca há 57 anos, a reunião foi bem produtiva. “As informações que nos foram passadas esclareceram alguns pontos que tínhamos dúvida. Agora é aguardar o edital que está para vir e trabalhar para 2019. A nossa vontade é fazer com que o Carnaval de Curitiba cresça e fique cada vez melhor”, afirmou.

O presidente da comissão fez uma avaliação positiva do encontro. “Foi sensacional poder conversar com as escolas e já ter uma perspectiva do que nos espera para 2019”. Segundo Jaciel Teixeira, as lideranças das entidades aguardavam o retorno no que diz respeito ao edital e ao regulamento. “Ficou bem claro para as agremiações qual o caminho a ser trilhado para que não haja nenhum problema”, disse.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES