Publicidade

GALERIA DE FOTOS: o Domingo de Ramos em Curitiba

Diante do avanço da covid-19 no País, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pediu uma celebração diferente este ano. Além de pedir para os católicos acompanharem eventos pela televisão e redes sociais, a conferência sugeriu colocar ramos nas portas e janelas, como simbolismo.

O Domingo de Ramos, neste dia 5 de abril, a Semana Santa, que encerra no domingo de Páscoa, 12 de abril.

Para o Domingo de Ramos, há uma recomendação para que os fiéis coloquem no portão ou na porta da residência alguns ramos. Os que acompanharem missas por transmissão ‘ao vivo’ poderão ter também ramos nas mãos para serem bentos. A Coleta de Domingo de Ramos, ato concreto da Campanha da Fraternidade para arrecadar recursos a obras sociais da Igreja, será realizada em outra data a ser fixada pela CNBB.

Na Quinta-Feira Santa, a Celebração da Ceia do Senhor e da instituição da Eucaristia, celebrada após o pôr do sol, não terá o Lava-Pés, assim como também não acontece neste ano a procissão do translado do Santíssimo Sacramento.

Na Sexta-Feira Santa não haverá via sacra e a procissão do Senhor Morto. A celebração da Paixão do Senhor deve ser mantida nas paróquias e no momento da Oração Universal será feito um acréscimo com uma oração especial da Arquidiocese de Curitiba pelos doentes.

A Vigília Pascal será celebrada em cada paróquia na noite do Sábado Santo, celebrando a ressurreição de Jesus. Não acontecerá a benção do “fogo novo”, nem procissão de entrada e há orientações aos padres na condução da Liturgia da Palavra e Liturgia Batismal. No Domingo de Páscoa são mantidas as celebrações, incentivando a transmissão online quando houver possibilidade.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES