Vôlei masculino

Garantido na fase final, Brasil bate o Canadá e busca 1º lugar na Liga das Nações

(Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV)

A classificação antecipada à fase final da Liga das Nações veio no dia anterior com a vitória sobre a França. Com o objetivo de terminar a fase de classificação na liderança, a seleção brasileira masculina de vôlei entrou em quadra neste sábado sabendo que precisa do triunfo nos dois jogos que restam na quinta semana de jogos em Brasília, no ginásio Nilson Nelson, para ficar na frente do Irã. O primeiro foi obtido facilmente com os 3 sets a 0 sobre o Canadá - com parciais de 25/20, 25/19 e 25/19.

Com 36 pontos em 14 jogos - são 13 vitórias e apenas uma derrota, para a Sérvia -, a equipe comandada pelo técnico Renan Dal Zotto está empatada na pontuação com o Irã, que neste sábado derrotou a Bulgária por 3 sets a 0, mesmo jogando em solo búlgaro. Os brasileiros levam a melhor por terem um triunfo a mais e, por isso, garantem a ponta da fase de classificação se baterem a Itália neste domingo, às 19 horas. Mas ela pode ser obtida antes, caso os iranianos percam para os Estados Unidos.

Para a fase final da Liga das Nações, a primeira competição da temporada de 2019, os cinco primeiros colocados se classificam e se juntam ao Estados Unidos, que sediarão o evento na cidade de Chicago, entre os dias 10 e 14 de julho. A uma rodada do final desta etapa, além do país sede, Brasil, Irã, Rússia e França já estão garantidos. A última vaga é disputada por Polônia, com 27 pontos, e a própria Itália, com 25. Neste domingo, os poloneses enfrentarão Portugal, em Leipzig, na Alemanha.

Livre de qualquer pressão por já estar classificado à fase final, Renan Dal Zotto aproveitou para abrir espaço para algumas mudanças na seleção brasileira. Lucão, que havia sentido dores na região cervical ainda na partida contra a França, foi poupado pelo técnico neste sábado. Flávio entrou em seu lugar e teve mais um bom rendimento.

Esta não foi a única mudança. Além dele, o levantador Cachopa e o ponta Douglas Souza começaram a partida como titulares nos lugares de Bruninho e Leal, respectivamente. Durante a partida, Renan Dal Zotto apostou no cubano naturalizado brasileiro como oposto na inversão 5-1. À vontade no ataque, o ponteiro se apresentou como uma nova opção na reta final da Liga das Nações.

Neste sábado, o Brasil começou o jogo contra o Canadá com Cachopa, Alan, Isac, Flávio, Lucarelli e Douglas Souza, além do líbero Thales. Durante a partida entraram Bruninho, Leal e o líbero Maique. Isac e Douglas Souza foram os maiores pontuadores com 14 pontos cada.