Pandemia

Gastos com saúde voltam a subir e Paraná bate recorde

Gastos com saúde devem movimentar mais de R$ 15 bilhões no Estado
Gastos com saúde devem movimentar mais de R$ 15 bilhões no Estado (Foto: Franklin de Freitas)

Os gastos com saúde voltaram a subir no Paraná em 2021 e o setor deve movimentar, até o final do ano, cerca de R$ 15,6 bilhões no estado, um incremento de 10,9% em relação ao ano anterior. É o que aponta a Pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há quase 30 anos, com base em dados oficiais.

Nos cálculos citados, são levados em conta despesas com medicamentos e itens para curativos, bem como com bens e serviços relativos a planos de saúde e tratamentos médico e dentário.

De acordo com o levantamento, os paranaenses devem desembolsar R$ 6,78 bilhões apenas com planos de saúde e tratamento médico e dentário, enquanto os gastos com medicamentos podem chegar a R$ 8,84 bilhões até o final do ano.

Em 2020, haviam sido despendidos R$ 6,19 bilhões com planos de saúde e tratamentos, além de outros R$ 7,88 bilhões em medicamentos – o que totaliza gastos na ordem de 14,07 bilhões no ano passado.

Com o resultado esperado para este ano, o setor deve se recuperar de ao menos parte do tombo verificado em 2020, quando os gastos com medicamentos, planos de saúde e tratamentos médico e dentário tiveram queda de 17,25% em meio à mais grave crise sanitária da história recente.

Recorde no plano de saúde

Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostram ainda que o Paraná bateu recentemente recorde no número de beneficiários de planos de saúde.

Em junho último, dado mais recente disponível, 2.923.319 paranaenses contavam com assistência médica, o que significa que pelo menos um quarto da população (25,2% do total) está vinculada a algum plano de saúde.

É a primeira vez na série histórica, iniciada em março de 2020, que o estado supera a marca de 2,9 milhões de pessoas cobertas por plano de saúde ao final de um trimestre.

Desemprego e envelhecimento da população impulsionam mercado

No Brasil, os dados da Pesquisa IPC Maps mostram que o setor de saúde vem movimentando montantes cada vez maiores desde 2019. Até o final deste ano, por exemplo, os brasileiros gastarão R$ 313,9 bilhões com medicamentos, itens para curativos e bens e serviços relativos a planos de saúde e tratamentos médico e dentário. Em 2020 o setor havia movimentado R$ 275,9 bilhões e em 2019, R$ 257,7 bilhões.

Entre 2019 e 2021, portanto, os gastos dos paranaenses com saúde cresceram 21,8%, com destaque para a alta de 38,4% nas despesas com plano de saúde e tratamento médico e dentário (que chegaram a R$ 160,9 bilhões), enquanto o montante investido em medicamentos subiu 8,1% (alcançando a marca de R$ 153 bilhões).

Para Marcos Pazzini, responsável pelo IPC Maps, essa alta no setor de saúde deve-se tanto ao aumento do desemprego, já que “a população teve de recorrer a um plano de saúde individual para continuar com cobertura, principalmente em tempos de pandemia”, quanto ao crescimento da população idosa, “o que exige uma maior demanda por medicamentos e cuidados médicos”.

Um quarto das farmácias no Estado fechou as portas

Na contramão do ritmo do consumo, a quantidade de farmácias no Brasil está em queda. Desde 2019, mais de 40 mil unidades fecharam as portas pelo país, o que indica uma redução de 24,2% no número de estabelecimentos, que totalizam 126.275 no país em 2021.

No Paraná e em Curitiba, essa redução foi ainda mais expressiva proporcionalmente.

No estado, por exemplo, haviam 10.073 farmácias em 2019. Dois anos depois, já são 7.505, queda de 25,5%. Já na Capital, o número de estabelecimentos caiu de 1.784 há dois anos para 1.269 no ano corrente, uma variação de -28,9%.

Os números

Gastos com saúde no Paraná

2021: R$ 15.614.009.907
2020: R$ 14.071.618.867
2019: R$ 17.004.534.599
Gastos com saúde em Curitiba
2021: R$ 3.332.935.423
2020: R$ 3.239.156.691
2019: R$ 3.870.725.216

Gastos com saúde no Brasil

2021: R$ 313.874.277.894
2020: R$ 275.877.536.651
2019: R$ 257.742.535.600
Fonte: Pesquisa IPC Maps