Rítmica

Ginástica paranaense entra em quadra nas Olímpiadas de Tóquio nesta sexta-feira

(Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Nesta sexta-feira (6), a partir das 22h, o Paraná será representado nos Jogos Olímpicos de Tóquio na Ginástica Rítmica. A ginasta Nicole Pircio, faz parte do Clube ADR Unopar, de Londrina, e a treinadora Camila Ferezin e a auxiliar técnica Bruna Martins também são londrinenses.

Nicole, que tem apenas 19 anos, integra o conjunto de ginástica rítmica adulto, com as ginastas Beatriz Linhares, Deborah Medrado, Duda Arakaki e Geovanna Santos. Nascida em Piracicaba (SP), ela começou no esporte aos 10 anos, na escola em que estudava. A ginasta veio para o norte do Paraná após um curso que a ADR Unopar realizou em sua cidade, em 2016, onde foi convidada para fazer um teste. Nicole aceitou o convite e mudou-se com a família para Londrina.

Pela seleção brasileira de conjuntos, Nicole alcançou três títulos sul-americanos em 2019: a equipe foi ouro na final 5 bolas e na final mista, terminando em primeiro lugar também na classificação geral. Nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, o conjunto levou o ouro na série mista, bronze no conjunto geral e na série 5 bolas.

Bruna Martins é a coreógrafa e professora de ballet da equipe brasileira e em Tokyo atua como chefe de equipe. Começou ministrando aulas de ballet para as equipes da Unopar e após um convite da treinadora Camila Ferezin passou a trabalhar com o selecionado nacional.

Trajetória de sucesso – Camila Ferezin já é veterana olímpica, sendo Tóquio 2020 sua quarta participação. Única profissional da GR a alcançar esta marca, Camila foi ginasta nos Jogos de Sydney em 2000; em Atenas em 2004 foi auxiliar técnica de outra londrinense, Bárbara Laffranchi (que foi sua treinadora a vida toda); e nos Jogos Rio 2016 já como treinadora da seleção brasileira de conjunto. Ginasta desde as categorias de base na Unopar, Camila e suas companheiras Dayane Camillo e Luciane Oliveira (treinadoras da Unopar na atualidade) representaram o Brasil em inúmeras competições internacionais tanto no individual, quanto no conjunto.

A presidente da Federação Paranaense de Ginástica, Márcia Aversani, que também é presidente do Comitê Técnico de GR da União Pan Americana de Ginástica, acredita que o conjunto brasileiro está preparado para este momento. “O Brasil tem coreografias fortes tecnicamente, sem perder a beleza da parte artística que é nossa característica principal! As ginastas estão treinadas para cravar as duas séries, o conjunto com 5 bolas e o conjunto misto!”, contou.

O quinteto brasileiro conta com Duda Arakaqui Beatriz Linhares, Déborah Medrado, Geovanna Santos e Nicole Pircio. A primeira meta é pontuar o suficiente para garantir a classificação à final, o que não ocorre desde os Jogos de Atenas (Grécia) em 2004. Apenas as primeiras oito colocadas brigarão por medalhas. A final será no sábado (7), às 23h.

Programação
06/08 – sexta-feira – 22h – Classificatórias 5 bolas
06/08 – sexta-feira – 23h30 – Classificatórias Misto
07/08 – sábado – 23h – Final 5 bolas
07/08 – sábado – 23h50 – Final Misto