Repercussão

Gleisi lamenta atentado em Curitiba e onda de intolerância no Brasil

Em vídeo publicado no Facebook, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT), lamentou o atentado ao acampamento pró-Lula no bairro Santa Cândida, em Curitiba, na madrugada deste sábado (28). No depoimento, a senadora afirmou que essa onda de intolerância e e violência contra o PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os movimentos de esquerda no Brasil começaram após o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT). "O nosso acampamento que dá sustentação foi atacado a tiros. Um companheiro está levou tiro o pescoço e está em estado grave. Antes, os autores do atentado passaram várias vezes gritando palavras de ódio. Foram mais de 20 tiros".

A senadora lembrou que desde o impeachment, indígenas, negros, a vereadora carioca Marielle, entre outros foram vítimas desta intolerância, que incita o ódio. "Não podemos silenciar. A situação é grave, mas não vamos desistir e continuar na nossa luta pelo presidente. Estamos em,solidariedade ao Jefferson e sua família".

 

 
Gleisi sobre tiros contra acampamento

 

Posted by Lula on Saturday, April 28, 2018