Operadora de saúde

GNDI consolida a telemedicina e soma 2 milhões de atendimentos remotos

(Foto: Reprodução/GNDI)

Com a chegada da pandemia e os protocolos impostos por ela, a telemedicina surgiu como uma alternativa para a realização das consultas médicas, ao permitir o contato mais seguro entre médicos e pacientes. Atualmente, quase dois anos após sua implantação, a teleconsulta se consolida como uma opção não só para pronto-atendimento, como também para consultas eletivas. Prova disso é a marca de 2 milhões de atendimentos alcançada pelo Grupo NotreDame Intermédica.

Segundo o CEO do GNDI, Irlau Machado Filho, a telemedicina evoluiu bastante desde a sua implantação e já é um serviço consolidado para além da pandemia. "Com a implantação da Telemedicina em tempo recorde demos aos nossos beneficiários a oportunidade de ter acesso à saúde com segurança, mesmo nos momentos mais críticos da pandemia. E ainda preservamos nossos médicos, que realizam o atendimento, sem exposição. O GNDI investiu constantemente em melhorias na prestação dos atendimentos online e hoje comemora a marca de 2 milhões de atendimentos realizados com quase 90% de resolutividade já na primeira consulta", enfatiza.

Entre as melhorias implantadas na oferta do serviço de teleconsulta, destaque para a ampliação de especialidades médicas e multidisciplinares para atendimentos eletivos, como reumatologia, urologia, nutrição e psicologia. As áreas mais procuradas, além do Pronto Atendimento Virtual, são a Clínica Médica e Endocrinologia. "O sexo feminino, faixa etária entre 30 e 39 anos, é o perfil que mais busca a telemedicina e o acesso é feito 86% via mobile", explica o Gerente Executivo Médico de Saúde Digital do GNDI, Dr. Paulo Yoo.

Para 2022, o GNDI projeta novidades na oferta do serviço. Integração dos prontuários médicos da telemedicina e presencial, melhora da jornada do paciente, com serviço de mensagens otimizadas e confirmação de consultas, Programas Clínicos Digitais de coordenação do cuidado e expansão do serviço para outras filiais do Grupo estão entre as melhorias previstas. "A Telemedicina é uma excelente ferramenta para auxiliar na jornada de cuidado do paciente, trazendo comodidade, qualidade e acesso", conclui Dr. Yoo.

Sobre o Grupo NotreDame Intermédica

Reconhecidamente sólido, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) possui 53 anos de atuação e é, hoje, a maior operadora de saúde do Brasil. A Companhia é pioneira em Medicina Preventiva desde 1982, por meio de programas estruturados para oferecer saúde integral com acolhimento aos seus mais de 7,6 milhões de beneficiários. A Rede Própria do GNDI possui uma estrutura de atendimento que soma, atualmente, 34 hospitais, 87 Centros Clínicos, 25 Prontos-Socorros Autônomos, 17 Centros de Medicina Preventiva, 12 Unidades para exames de imagem, 72 pontos de coleta de análises clínicas e 3 Centros de Saúde exclusivamente dedicados ao público 50+ (NotreLife 50+). Um dos diferenciais do GNDI é oferecer a melhor experiência ao beneficiário: rapidez nos agendamentos de consultas, atendimento humanizado, medicina preventiva, bem como a gestão eficiente da saúde dos colaboradores das empresas clientes. Mais informações acesse GNDI.