Em Goiânia

Ricardo Bueno erra pênalti e Operário-PR perde para o Goiás

O pênalti cobrado por Ricardo Bueno passa por cima do travessão do Goiás
O pênalti cobrado por Ricardo Bueno passa por cima do travessão do Goiás (Foto: Reprodução / SporTV)

O Goiás perdeu a chance de aplicar uma goleada no Operário-PR, mas a vitória por 1 a 0 está de bom tamanho por se tratar de um confronto direto por uma vaga no G4 - a zona de acesso. Na abertura da 15.ª rodada da Série B do Brasileiro, os dois times se enfrentaram nesta sexta-feira, no estádio da Serrinha, em Goiânia.

A reabilitação depois da derrota para a Ponte Preta, por 2 a 1, em Campinas (SP), fez o Goiás chegar aos 26 pontos e entrar no G4. Por outro lado, o Operário-PR estacionou nos 21 e, em nono lugar, corre o risco de perder posições no encerramento da rodada.

A expectativa de uma partida franca pela campanha dos dois times não se concretizou no primeiro tempo. Os jogadores abusaram dos passes errados e pouco criaram. Na melhor oportunidade, Ricardo Bueno mandou por cima a chance do Operário em cobrança de pênalti, depois de David Duarte derrubar Leandrinho. O Goiás respondeu com Alef Manga, mas a bola explodiu no travessão após desvio do goleiro Simão.

A bronca de Marcelo Cabo parece ter surtido efeito. Logo aos quatro minutos, Rezende aproveitou rebote da zaga e bateu de primeira. A bola desviou em Renê e saiu do alcance de Simão. Na frente do placar, por 1 a 0, o Goiás passou a explorar o contra-ataque.

O Goiás poderia ter transformado a vitória simples em goleada se não fossem Alef Manga e Simão. Na disputa entre os dois, o goleiro levou a melhor sobre o atacante esmeraldino em quatro oportunidades. Já o Operário pouco ameaçou o gol de Tadeu.

Os dois times voltam a campo na próxima sexta-feira, pela 16.ª rodada. O Goiás enfrenta o Coritiba, às 19h30, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e o Operário-PR vai até Belém para encarar o Remo, às 16 horas, no Baenão.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 x 0 OPERÁRIO-PR

GOIÁS - Tadeu; Diego, David Duarte, Reynaldo e Artur; Rezende, Miguel Figueira (Luan Dias), Caio e Elvis (Iago Mendonça); Alef Manga (Dadá Belmonte) e Bruno Mezenga (Nicolas). Técnico: Marcelo Cabo.

OPERÁRIO-PR - Simão; Alex Silva (Rodolfo Fillemon), Fábio Alemão, Reniê e Fabiano; Marcelo Santos, Rafael Chorão (Schumacher) e Leandrinho (Tibagi); Rodrigo Pimpão (Rafael Oller), Felipe Garcia (Thomaz) e Ricardo Bueno. Técnico: Leandro Niehues (auxiliar).

GOL - Rezende, aos 4 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Tibagi e Rafael Oller (Operário-PR).

ÁRBITRO - Salim Fende Chaves (SP).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO).