Publicidade
Xô calorão

Gosta do verão, mas não aguenta o calor? Veja dicas para escolher o ar-condicionado

Nikolas Corbacho, gerente de marketing de produto da Midea, explica o que levar em conta para escolher o equipamento ideal e como utilizar bem o aparelho.



1 - A escolha certa

Na hora de comprar um ar-condicionado, o consumidor deve optar por aparelhos mais eficientes. “Prefira os que têm Selo Procel A e que utilizam tecnologia Inverter, pois podem chegar a uma economia de energia até 74% superior comparado a modelos menos eficientes e convencionais”, explica Nikolas Corbacho. Segundo ele, o investimento vale a pena.

Em relação aos modelos disponíveis no mercado, os mais vendidos no país são os splits do tipo High Wall. Eles são conjuntos formados por duas partes, a condensadora que fica na área externa da casa e a evaporadora, que fica no cômodo a ser climatizado. “Os splits contam com muitos recursos tecnológicos, como conexão wi-fi (caso dos modelos Springer Midea Inverter - com kit vendido separadamente) que permite controlar o aparelho à distância por meio de um aplicativo no celular, e funções que tratam o ar, retirando partículas e até mesmo vírus e bactérias dos ambientes”.

Se precisar climatizar vários cômodos, o consumidor pode optar por um multisplit. O modelo utiliza apenas uma condensadora e conta com todos os recursos dos splits. Entretanto, se a construção tiver restrição arquitetônica ou já tem um espaço reservado na parede, a dica é escolher um ar-condicionado de janela. Entre as vantagens do modelo são a facilidade e o custo menor de instalação.

Outro modelo disponível no mercado é o cassete. Ele é ideal para quem precisa climatizar áreas maiores e deseja um produto mais discreto e que não interfira na decoração do ambiente.

 

2 – Como definir quantos BTU/h deve ter o aparelho?

Antes da compra, pesquise para saber qual a capacidade térmica necessária para sua demanda, a medida deve ser calculada em BTU/h. Um aparelho com capacidade maior do que a necessária para o ambiente certamente vai desperdiçar energia. Enquanto que outro, com capacidade menor, fará o produto trabalhar mais para alcançar a temperatura programada.

No site da Midea há uma ferramenta que ajuda o consumidor a descobrir o produto mais indicado para sua necessidade: o Dimensionador (www.mideadobrasil.com.br/dimensionador). Para fazer o cálculo, ela considera a área do ambiente, o número de pessoas que frequentam o ambiente, as fontes de calor entre outros fatores.

 

3 – Use a tecnologia a seu favor

Os recursos tecnológicos presentes nos aparelhos de ar-condicionado devem ser usados como aliados para gerar conforto térmico, tratar o ar do ambiente e economizar energia. Um modelo com Wi-Fi, por exemplo, ajuda o consumidor a verificar se desligou ou não o aparelho à distância, além de monitorar o consumo de energia. Ele pode ser controlado por meio de um aplicativo para celular.

Na função "Dormir" o aparelho aumenta a temperatura selecionada em um grau a cada hora, desligando automaticamente ao fim de sete horas. E na "Timer" permite programar o tempo de funcionamento do equipamento sem o risco dele ficar ligado mais tempo do que o necessário.

E com a exclusiva “Eco Noite” o aparelho entra no modo ECO por 8 horas. Na primeira hora o sistema irá operar para garantir o conforto no ambiente o mais rápido possível, e nas 7 horas seguintes um ajuste fino de frequência é feito pela unidade, baseado na temperatura interna e externa, permitindo ao consumidor economizar até 74% de energia.

 

4 – Defina a temperatura certa

Programar o ar-condicionado com a temperatura mais confortável ajuda a economizar energia. Não faz sentido deixar o quarto com 17oC à noite e puxar o edredom. Nesse caso, o consumidor pode deixar entre 22 e 26oC garantindo o conforto térmico e economizando energia. Segundo o gerente de marketing de produto da Midea, ao longo do dia, no verão, a temperatura recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e NBR 16401 é entre 23/26oC para deixar o ambiente termicamente confortável. E no inverno, entre 21 e 24 oC.

 

5 – Cuide bem do seu ar-condicionado

A manutenção preventiva do ar-condicionado, assim como a limpeza periódica dos filtros, faz bem para a sua saúde do produto e para o seu bolso. Desta forma, os filtros não acumulam sujeiras que podem obstruir a saída de ar e exigir mais energia para funcionar.

O filtro tela é lavável e pode ser limpo com aspirador de pó. Atenção, só reinstale após ter certeza que ele está totalmente seco. A Midea tem modelos com o filtro Nano Silver, mas estes não podem ser lavados. Já os de Carvão Ativado e o 3M quando sujos devem ser substituídos. Em caso de dúvida, consulte o “Manual do Usuário” do aparelho.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES