Publicidade
Data-base do funcionalismo

Governo descarta pagar reajuste

Depois de muito suspense, o governador Ratinho Júnior (PSD) descartou, durante passagem por Londrina, a possibilidade do governo pagar o reajuste aos servidores públicos estaduais – que estão com os salários congelados desde 2016, e cobram a reposição da inflação dos últimos doze meses, de 4,94%. A categoria ameaça entrar em greve a partir de amanhã.
“Não existe a possibilidade de reajuste, porque representaria quase R$ 1 bilhão a mais de gastos. Temos que trabalhar com a realidade. Isso exigiria aumento de arrecadação e a população já paga muito imposto”, disse Ratinho Jr, durante passagem por Londrina (região Norte), na última quinta-feira.
O governador afirma que seu desejo era dar o reajuste, mas o governo não tem dinheiro. “Estamos fazendo esforços, cortando mordomias, para construir um projeto que permita, daqui a alguns meses ou no ano que vem, dar reajuste aos funcionários. Minha função como governador é cuidar do equilíbrio e garantir saúde financeira ao Estado”, disse, lembrando que muitos estados estão com salários atrasados.“Minha obrigação como governador é não deixar o Paraná entrar nesta situação”, defendeu. “Podemos até pensar em reajuste, mas seria necessário aumentar impostos. E precisamos perguntar para a sociedade se quer aumento de imposto para dar reajuste para servidor”, disse ele.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES