Covid-19

Governo pretende vacinar toda a população adulta do Paraná até setembro

Fila da vacina no Parque Barigui: corrida para imunizar a população
Fila da vacina no Parque Barigui: corrida para imunizar a população (Foto: Franklin de Freitas)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou, ontem, no Palácio Iguaçu, que toda a população paranaense com mais de 18 anos receberá ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até 30 de setembro. Esse público, não contemplado nos grupos prioritários, é formado por 8.736.014 pessoas. A expectativa leva em consideração a manutenção do cronograma do governo federal.

“Temos trabalhado muito para aumentar o volume da vacinação no Paraná. E, dentro do quantitativo de doses que estamos recebendo semanalmente do Ministério da Saúde, vamos vacinar toda a população acima de 18 anos com uma dose até o fim de setembro e assim ajudar a proteger as famílias paranaenses. É um compromisso do Governo do Estado”, destacou Ratinho Junior.

O governador lembrou que o Paraná conta atualmente com a distribuição de três imunizantes: AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, CoronaVac/Butantan e Pfizer/BioNTech. Para esta semana, é esperada no Estado a chegada de um quarto medicamento: a vacina Janssen, fabricada pelo braço farmacêutico da Johnson & Johnson. Administrada em apenas uma dose, ela será destinada ao grupo prioritário dos trabalhadores da carga pesada.

Até o início da tarde de ontem, 4.499.762 imunizantes tinham sido aplicados no Estado, com 3.237.172 paranaenses que receberam a primeira dose, 30% da população do Estado, e 1.262.590 (12%) de pessoas que completaram o ciclo vacinal com as duas doses.

A média de aplicações da semana passada foi de 54,8 mil imunizações por dia. Somente na terça-feira (dia 8) foram administradas 84.218 doses, o melhor resultado em um único dia desde 26 de abril. O recorde de aplicações diárias no Estado foi batido em 22 de abril, quando 174.674 pessoas receberam o imunizante.

O levantamento semanal da Secretaria de Estado da Saúde de doses aplicadas aos sábados e domingos registrou recorde nos dias 12 e 13 no Paraná, com mais de 87 mil vacinas aplicadas em 124 municípios do Estado.

O calendário completo com a expectativa de vacinação, de acordo com a idade e em ordem decrescente, será divulgado ao longo da semana pela Secretaria de Estado da Saúde.

Curitiba imuniza diferentes grupos contra a Covid a partir de hoje

Diferentes grupos foram chamados para se vacinarem, hoje, em Curitiba. Com a entrega de novas doses da vacina contra a Covid-19, ontem, Curitiba avançará com a imunização de mais duas faixas etárias da população, de 54 e 53 anos completos. O atendimento será dividido por dia e idade, em qualquer um dos 17 pontos de vacinação da cidade.

Hoje, serão vacinados moradores da cidade com 54 anos completos e, amanhã, será a vez do grupo de 53 anos completos. Para receber a vacina é preciso apresentar documento de identificação com foto e um comprovante de residência com endereço de Curitiba. Também é necessário fazer o cadastro antecipado na plataforma Saúde Já, pelo site (www.saudeja.curitiba.pr.gov.br) ou pelo aplicativo do celular.

Outro grupo convocado pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba é o de professores e trabalhadores da Educação Básica de 36 anos ou mais, tanto da rede pública quanto da rede privada.

Estão sendo contemplados nesta faixa etária, neste momento, apenas professores e trabalhadores da Educação Básica - creches, CMEIs, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, ensino profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Professores e demais trabalhadores das instituições de ensino superior, tanto da rede pública quanto da rede privada, começam a ser vacinados contra a Covid-19 também neste dia. Dentro deste grupo, serão imunizados apenas os profissionais com 50 anos completos ou mais.

A imunização dos profissionais da educação básica acontece das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, em dez pontos de vacinação, um por distrito sanitário.

Ontem, Curitiba retomou a imunização contra a Covid-19 de gestantes e puérperas (mães que tiveram filhos há até 45 dias). A vacinação ocorre em todos os 17 pontos da cidade, com doses dos imunizantes Pfizer ou Coronavac.

Imunizados

Os servidores municipais de Curitiba que já receberam as duas doses da vacina anticovid (com 65 anos ou mais e os que têm alguma comorbidade) poderão voltar às atividades presenciais, de acordo com o decreto 975, publicado no Diário Oficial de sexta-feira. A segunda dose da vacina precisa ter sido aplicada há pelo menos 15 dias.

O decreto 430 de 2020, que tratava deste grupo de servidores (65 anos ou mais e comorbidades) foi revogado e a nova medida afeta aproximadamente 2,9 mil servidores.

Capital registra mais 19 mortes e Estado, mais 73

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, onbtem, 869 novos casos de Covid-19 e 19 mortes de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. As vítimas foram nove homens e dez mulheres, com idades entre 21 e 92 anos. Treze pessoas tinham menos de 60 anos.

Até o momento foram contabilizadas 5.773 mortes na cidade e 227.454 moradores de Curitiba testaram positivo para a Covid-19 desde o início da pandemia. São 8.460 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

A taxa de ocupação dos 548 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 estavam em 103%. A taxa de ocupação dos 746 leitos de enfermarias SUS covid-19 estavam em 89%. Há 80 leitos vagos.

Paraná — A Secretaria de Estado da Saúde divulgou ontem mais 2.684 casos confirmados e 73 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 1.146.320 casos confirmados e 28.049 óbitos.

O informe relatvaa que 2.776 pacientes com diagnóstico confirmado estavam internados — 2.050 pacientes em leitos SUS (941 em UTIs e 1.109 em enfermarias) e 726 em leitos da rede particular (359 em UTIs e 367 em enfermarias).

Brasil — O Brasil registrou ontem 39.846 novos casos e 827 mortes pela Covid. O total foi para 17.452.612 de casos e 488.228 óbitos.