Publicidade
Pandemia

Grêmios estudantis se unem à Educação para ajudar no Aula Paraná

(Foto: AEN)

Os grêmios estudantis estão ajudando a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte a tirar as dúvidas de alunos com alguma dificuldade no acesso do Google Classroom ou na hora de estudar o material impresso. A ação, que começou na região de Cornélio Procópio, está ganhando força e se espalha para mais núcleos regionais. 

Atualmente, dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NRE) existentes no Estado, sete já trabalham em conjunto com os grêmios. São os núcleos de Ivaiporã, Apucarana, Cornélio Procópio, Toledo, Goioerê, Irati e Ponta Grossa.

A chefe do NRE Cornélio Procópio, Ana Paula Machado, conta que a iniciativa partiu dos próprios estudantes, que perceberam que alguns colegas tinham menor conhecimento na área tecnológica.

“Preocupados com isso, provocamos os estudantes para ver como podiam ajudar e eles passaram a tomar frente de algumas ações que ajudaram na melhoria da compreensão entre os jovens”, conta Ana Paula, que também já foi participante do grêmio.

Em Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro, os gremistas passaram a ajudar em suas próprias escolas sendo monitores e auxiliando os professores no atendimento aos alunos. Com isso, diversas dúvidas sobre o Classroom e o uso dos materiais impressos foram sanadas.

FAZENDO A DIFERENÇA - No Colégio Estadual do Campo de São José do Pinhal, no município de São Jerônimo da Serra, a diretora Eliane de Fátima Soares da Silva Gobbo conta que, com a ajuda que recebe dos três monitores, consegue atender a uma grande demanda de alunos da zona rural.

“É maravilhoso ter a parceria dos gremistas. Tenho uma das monitoras que mora em uma fazenda, mas sempre se dispõe a nos ajudar. Faço questão de buscá-la no meu próprio carro e levá-la para a escola. Ela sempre se mostra muito contente em ajudar”, conta a diretora.

Quem ajuda a diretora Elaine é Leticia Bruno, do 2º ano do Ensino Médio. Ela participa do Grêmio Estudantil e ajuda tanto os colegas do colégio quanto os pais que vão até a escola para tirar dúvidas. “Sinto que estou fazendo a diferença e fazendo a minha parte. É gratificante para todos nós monitores do grêmio”, afirma.

BUSCA ATIVA - Há casos em que os próprios gremistas se oferecem para ajudar na busca ativa dos alunos que não estão acessando o Aula Paraná.

Em Apucarana, o aluno e presidente do Grêmio Estudantil da sua região, Jean Oliveira, criou uma conta no Facebook onde mantém os colegas informados sobre as aulas por meio de vídeos, postagens e repostagens de conteúdos informativos..

Em Guaíra, no Oeste, a diretora do Colégio Estadual Professor Jaime Rodrigues, Zenaide Dias Chamorro Mendes, comemora o trabalho em conjunto e afirma que os alunos com dificuldades de acesso ao Classroom e seus familiares são os maiores beneficiados dessa parceria.

 “O Grêmio aqui na região é muito ativo e eles estão mostrando uma proatividade muito grande nesse momento”, conta a diretora.

TRABALHO EM CONJUNTO - Em outros Núcleos Regionais de Educação já estão acontecendo reuniões entre a direção dos núcleos e os grêmios estudantis. A expectativa da Secretaria da Educação é que em mais regiões haja esse trabalho em conjunto.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES