Publicidade
Ajuda

Grupo arrecada dinheiro para ajudar profissionais do sexo de Curitiba, que também sofrem com pandemia

O Grupo Liberdade e o Grupo Esperança, que ajudam profissionais do sexo, mulheres cis e travestis de Curitiba desde 1994, lançou uma campanha para arrecadar dinheiro para ajudá-las neste momento de crise causada pela pandemia do coronavírus.  “Muitas destas mulheres deixaram de prover o sustento de suas famílias por conta do isolamento social e redução de suas rendas. Sendo assim, para garantir a moradia e alimento dos familiares, elas precisam de ajuda neste momento para sobreviver a esta pandemia”, diz Carmem do Rocio Costa da Silva, presidente do Grupo Liberdade Direitos Humanos da Mulher Prostituída, uma das organizadoras da Vaquinha, chamada ‘Puta Ajuda’. A entidade estima que 500 mulheres trabalhem nas ruas da cidade com prostituição, principalmente na área central.

Leia mais no Barulho Curitiba

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES