Ataque cibernético

Grupo Marista é alvo de hackers e ataque afeta hospital Cajuru e Marcelino Champagnat

(Foto: Reprodução)

O sistema operacional do Grupo Marista está fora do ar. Segundo informações internas, há três dias houve um ataque hacker ao sistema, deixando às cegas os funcionários do Hospital Cajuru, do Marcelino Champagnat e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), que integram o grupo. Quem tenta entrar nos sites encontra a informação de que o sistema está em manutenção.

Por meio de nota, o Grupo Marista informou que, apesar das instabilidades nos sistemas operacionais e de rede, o atendimento a pacientes nos hospitais Marcelino Champagnat e Universitário Cajuru continua sendo realizado pelas equipes, com os prontuários médicos acompanhados manualmente, sem prejuízo ao cuidado e à administração de medicamentos.

"Os hospitais Marcelino Champagnat e Universitário Cajuru informam que, apesar das instabilidades nos sistemas operacionais e de rede, o atendimento a pacientes continua sendo realizado pelas equipes, com os prontuários médicos acompanhados manualmente, sem prejuízo ao cuidado e à administração de medicamentos", diz nota do grupo, encaminhada à redação do Bem Paraná.