Publicidade
'Festa danada'

Paulo Guedes diz que 'até doméstica' ia para Disney com dólar mais barato

(Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

Para quem gostava de importar produtos ou mesmo tinha o plano de viajar ao exterior, este começo de 2020 não está sendo positivo. Nesta quarta-feira o dólar atingiu R$ 4,35, novo recorde desde a criação do real, em 1994. E segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a tendência é que a desvalorização do real persista.

Nesta quarta-feira o ministro afirmou que o dólar mais alto é bom para todo mundo. E ainda mencionou os período em que o real esteve mais valorizado, afirmando que empregada doméstica estava indo para a Disneylância, "uma festa danada".

"Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. (Era) Todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para Disneylândia, uma festa danada", afirmou o ministro, que no começo de janeiro passou dez dias de férias nos Estados Unidos.

Em seu discurso no Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, o ministro ainda sugeriu aos brasileiros que façam turismo pelo próprio Brasil, citando ainda Foz do Iguaçu como uma das principais opções de destino.

"Vai passear em Foz do Iguaçu, no Nordeste, que está cheio de praia bonita. Vai para Cachoeira do Itapemirim, conhecer onde o Roberto Carlos nasceu. Vai passear, conhecer o Brasil", afirmou.

Na sequência, Guedes ainda reformulou sua fala sobre as domésticas. "Vão dizer 'ministro diz que empregada doméstica estava indo para Disneylândia'. Não, o ministro está dizendo que o câmbio estava tão barato que todo mundo estava indo para a Disneylândia"

Apenas neste ano o dólar acumula 8,4% de valorização ante o real. A moeda brasileira, inclusive, é a que mais se desvalorizou neste período em todo o mundo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES