Programe-se 

Hemepar pede doações de sangue antes das viagens de fim de ano

(Foto: Divulgação/Sesa)

Final de ano é período de férias, comemorações e viagens. Mas também pode ser de solidariedade. A rede de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) preparou horário diferenciado de funcionamento para que as demandas de doações possam ser atendidas. O diretor do Hemepar, Paulo Hatschbach, comenta que nesta época do ano o tráfego em rodovias aumenta e o hemonúcleo deve estar preparado caso aconteça alguma ocorrência. O diretor reforça que qualquer tipo sanguíneo é necessário e que reservar um tempo para doar é um ato de cidadania. 

“Nossa preocupação é que as pessoas se lembrem do seu dever cívico e empático de doar sangue antes e depois das celebrações, sabendo que estão contribuindo para salvar vidas. Toda ajuda é bem-vinda, por isso estamos de portas abertas e pedimos que compareçam às nossas unidades da rede Hemepar”, chama Hatschbach. Todas as unidades da rede estarão fechadas para coleta nos dias, 31 de dezembro e 1º de janeiro. Nos outros dias, o atendimento varia de acordo com a Regional de Saúde. 

Em Curitiba, a redução média é de um terço, de acordo com Liana Andrade Labres de Souza, chefe da divisão de Hematologia e Hemoterapia do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), instituição responsável pela coleta, armazenamento, processamento e distribuição de sangue para todas as regiões do estado. “Nos outros meses, recebemos, em média, 120 doadores por dia. Entre o final de dezembro e o início de fevereiro, esse número cai para aproximadamente 80, ou seja, um terço.”

A queda é atribuída à correria de fim de ano e ao fator esquecimento, já que, diante do período de festas e descanso, muitas pessoas acabam se ocupando de outras coisas consideradas mais urgentes ou relaxando e não lembram de praticar esse ato humanitário. “Para piorar a situação, a demanda por sangue costuma aumentar neste período do ano, em função da elevação no número de acidentes”, acrescenta Liana.