Saúde

Hemepar precisa de doações de sangue antes do Carnaval

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) chama a atenção da população para a necessidade de aumentar as doações voluntárias de sangue antes do feriado de Carnaval. O objetivo é ampliar os estoques de bolsas de sangue em uma condição ideal para suprir a demanda dos 384 hospitais assistidos em todo o Estado por um período mínimo de cinco dias. Atualmente, a Rede Hemepar tem estoque suficiente para atender a demanda de sangue por, no máximo, três a quatro dias. Veja aqui onde doar nas 22 unidades da Rede Hemepar.

Segundo o diretor do Hemepar, Paulo Roberto Hatschbach, no período que antecede o Carnaval as doações tendem a cair de 30% a 40% em média, em razão do número de pessoas viajando no feriado, e é exatamente nesse período que aumentam os acidentes de trânsito e, consequentemente, a demanda por bolsas de sangue nos hospitais.

Entre o Natal e o Ano Novo a população compareceu aos hemocentros estaduais e tivemos as doações necessárias para suprir a demanda no final de ano. Aqueles que doaram nesse período ainda não estão aptos a uma nova doação. Por isso, alertamos para que mais pessoas doem sangue, disse o diretor.

FERIADO – As 22 unidades da hemorrede estadual funcionarão normalmente durante a semana que antecede o Carnaval (9 a 14), de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30, e no sábado das 8h às 18h. Nos dias 16 e 17 de fevereiro não haverá coleta de doações e na quarta-feira (18) o Hemepar reabre ao meio-dia.

O procedimento da doação é seguro e dura aproximadamente 40 minutos, com o acompanhamento de profissionais qualificados. Homens podem doar a cada 60 dias e mulheres devem aguardar três meses para fazer uma nova doação.

Para mais informações ligue 0800 645 45 55


Quem pode doar:

Qualquer Homem e Mulher de 16 à 69 anos, desde que:

- Menores de 18 anos com a autorização de um responsável;

- Esteja em boas condições de saúde;

- Pese no mínimo 50 Kg;

- Esteja descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação);

- Apresente documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação);

Impedimentos temporários para doar sangue:

- Gripe ou resfriado: aguardar 7 dias após a cura

- Diarreia: aguardar 7 dias após a cura

- Durante a gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana

- Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)

- Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação

- Tatuagem nos últimos 12 meses

- Piercing nos últimos 12 meses (piercing genital e oral 12 meses após a retirada)

- Tratamento dentário: período varia de 1 a 7 dias (dependendo do tratamento realizado)

- Situações nas quais houve maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses)

Condições definitivas de quem não pode doar:

- Hepatite viral após os 10 anos de idade

- Diabetes insulinodependente

- Epilepsia ou convulsão

- Hanseníase

- Doença renal crônica

- Antecedentes de Neoplasias (Câncer)

- Antecedentes de acidente vascular cerebral (Derrame)

- Evidência Clínica ou Laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (Vírus HIV)

- Doenças associadas ao HTLV I/II e Doença de Chagas