Publicidade
Justiça

Ex-Coritiba e Athletico, lateral ganha R$ 400 mil em ação contra o Atlético-MG

Carlos César
Carlos César (Foto: Divulgação/Coritiba)

O lateral Carlos César ganhou uma ação no valor de R$ 400 mil, na Justiça do Trabalho contra o Atlético Mineiro pelo não pagamento de férias, FGTS, premiações e salários. A sentença foi dada pela juíza Sandra Leidecker, da 32ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte.

Carlos César teve contrato com o Atlético-MG entre os anos de 2011, quando chegou ao clube após se destacar pelo Boa, e 2019, tendo sito emprestado em algumas oportunidades neste período. Fez 101 jogos e marcou cinco gols. Entre os títulos, está o da Copa Libertadores de 2013. Suas outras conquistas foram as edições de 2012, 2013, 2015 e 2017 do Estadual.

Em 2014, defendeu o Athletico Paranaense por empréstimo. Atuou apenas em duas partidas. Em 2018, jogou duas vezes pelo Coritiba.

O time mineiro recorreu da decisão da Justiça e aguarda um novo julgamento, com data ainda indefinida, visando diminuir ou anular o débito com Carlos César, que hoje fez parte do elenco do Criciúma.

O jogador, de 33 anos, já disputou oito partidas pelo time catarinense nesta temporada, com quatro gols marcados. De acordo com o lateral-direito, tal desempenho o fez chamar a atenção e ser procurado por outras equipes.

"Recebi algumas propostas. É normal no meio do futebol. Tive bons números nesses primeiros jogos do Catarinense, mas dentro dos meus objetivos optei por permanecer. Quero concluir aquilo que foi planejado. Tenho compromisso com o Criciúma, com o torcedor, que me abraçaram, e com essa camisa maravilhosa", falou.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES