Publicidade
#SEDÃ MÉDIO

Honda Civic 2020 tem visual retocado e perde câmbio manual 

O sedã recebe uma leve atualização no design
O sedã recebe uma leve atualização no design (Foto: Divulgação)

A décima geração do Honda Civic recebe a sua primeira reestilização, e entre as novidades está a versão de entrada LX e o fim do câmbio manual. Os preços vão de R$ 97.900 a R$ 134.900. Com o fim da versão Sport manual de R$ 92.300, o novo Civic LX chega por R$ 97.900 já equipado com câmbio CVT, ele traz ainda rádio com câmera de ré e bluetooth, bancos de tecido, retrovisores elétricos, luz diurna de LED, seis airbags e ar-condicionado digital de uma zona. A Sport deixou de ser a entrada do Civic. Na linha 2020, ele ganhou acendimento automático dos faróis e aerofólio traseiro.

Em relação ao restante da linha, o Civic Sport tem detalhes em preto piano na parte externa, incluindo grade frontal. O Civic Sport é o único da família a manter as rodas de liga-leve de 17 polegadas anteriormente usada, aqui com acabamento preto – o restante da linha, do LX ao Touring, traz uma nova roda de 17 polegadas com acabamento cinza. O preço pela versão é R$ 104.100.

Já a versão EX ganhou bancos em couro com duas opções de cor, retrovisor fotocrômico e sistema de som com 8 alto falantes. Por ele, a Honda cobra R$ 107.600, adicionando ar-condicionado de duas zonas com saída de ar para o banco traseiro, sensor de chuva e partida sem chave. O preço sube R$ 2.600.

A topo linha é o Civic Touring, que agora chega aos R$ 134.900, mas a Honda adicionou à lista de itens de série o sistema de som premium com 10 alto-falantes resultando em 452 watts de potência, recarga de celular por indução e ajuste lombar elétrico para o banco do motorista. Parte da linha 2020, a Honda deu ao Civic algumas alterações estéticas discretas.

O para-choque é novo e agora integra as entradas de ar em um único elemento além de trazer frisos cromados (preto no Sport) em L acima das luzes de neblina. Na traseira, um friso cromado foi adicionado ao para-choque. A cabine não passou por mudanças drásticas, apenas novos revestimentos foram adicionados. O tecido da versão Sport é novo e agora usado também pelo Civic LX. Já no Touring, há novo acabamento na parte central do painel. Couro foi adicionado às portas das versões mais baratas. A mecânica é a mesma, mas todos equipados com transmissão automática CVT.

Os motores nas versões LX, Sport, EX e EXL é o 2.0 flex quatro cilindros aspirado de 155 cv e 19,5 kgfm de torque. Já o topo de linha Civic Touring traz motor 1.5 turbo quatro cilindros movido apenas a gasolina, mas com potência e torque mais alto: 173 cv e 22,4 kgfm. 


Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES