Pandemia

Hospital de Clínicas amplia linha de cuidados aos pacientes com sequelas da Covid-19

(Foto: Divulgação/UFPR)

Agora, com a expertise para atendimento aos pacientes com a Covid-19, o próximo passo do  o Complexo Hospital de Clínicas da UFPR/Ebserh é garantir a ampliação do atendimento aos pacientes recuperados, mas com sequelas de diferentes tipos e níveis de gravidade. Por isso, o complexo planeja a criação do Centro Multidisciplinar para tratamento e reabilitação desses pacientes.

“Observando os pacientes hospitalizados, nota-se que aqueles que ficaram com sequelas necessitam ser acompanhados por uma equipe multiprofissional capacitada, buscando diminuir o impacto em sua vida e na própria sociedade. Vamos reforçar a linha de cuidado do paciente acometido pela Covid, oferecendo o atendimento completo aos nossos pacientes”, ressalta a Superintendente do CHC-UFPR/Ebserh, Claudete Reggiani.

Segundo Reggiani, as atividades desenvolvidas terão como base três pilares: atendimento às sequelas causadas pela Covid; sequelas decorrentes do próprio tratamento, como perda de massa muscular, úlceras de pressão, disfagia e disfonia; e sequelas emocionais.

O Centro Avançado de Atenção Multiprofissional abarcará as dimensões da assistência, do ensino e da pesquisa. Assistência, considerando a promoção da saúde como direito. O ensino, pautado num trabalho em equipe multiprofissional, na formação cidadã e responsável. E a pesquisa, que visa encontrar evidências para conhecer e melhorar os cuidados a estes pacientes.

Ricardo Marcelo Fonseca, reitor da UFPR, lembra que essa iniciativa é mais uma ação que demonstra o comprometimento geral da Universidade no combate à pandemia.

“Um centro multidisciplinar, acumulando todos os saberes que temos construído na pandemia, entregará um atendimento integral aos pacientes com sequelas da Covid, deixando claro, mais uma vez, a disponibilidade da Universidade pública, e em especial da UFPR, à sociedade.

Fonseca lembrou que além de destacar-se na assistência o Complexo do HC, de hospitais universitários da UFPR, também tem feito a diferença na linha de pesquisa, sendo um dos centros responsáveis pelo estudo, em parceria com o Instituto Butantan, da eficácia e segurança da Coronavac.

A UFPR tem também trabalhado para o desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus.

Atuação já existe, mas deve ser centralizada e ampliada

Hoje o HC-UFPR já atende, em ambulatórios, pacientes com esses quadros. Entretanto, o número e a gravidade das consequências Pós-Covid exigem uma abordagem ampliada e multidisciplinar para completar a linha de atenção aos pacientes. Sob essa perspectiva, a criação de um centro multiprofissional poderá atender o paciente de maneira integral e holística já que o Hospital de Clínicas dispõe de tecnologia e expertise para realizar esse tipo de atendimento

O projeto envolve profissionais altamente capacitados, que vão trabalhar em uma equipe multiprofissional, tendo em vista a diversidade das sequelas que serão tratadas. Essa equipe engloba profissionais de saúde de diferentes áreas, como médicos, enfermeiros, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, fonoaudiólogos, psiquiatras, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas.

O serviço é inédito e sua estrutura será viabilizada com recursos de campanhas dos Amigos do HC (AAHC). O Presidente da Associação, Pedro de Paula Filho, lembra que a criação do centro pelo Complexo reforça a visão de entregar o melhor atendimento aos pacientes do SUS, numa parceria de longa data entre a AAHC e o Hospital de Clínicas da UFPR/Ebserh.