Publicidade
De prontidão

Hospital do Trabalhador será referência em possíveis casos de coronavírus no Paraná

(Foto: Franklin de Freitas/Arquivo Bem Paraná)

O Ministério da Saúde abriu processo licitatório para aumentar mais mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais referenciados pela pasta para o eventual atendimento de pacientes com coronavírus em todo país. A medida foi anunciada na quinta-feira (30), pelo secretário executivo da pasta, João Gabbardo. Até o momento, existem apenas casos considerados suspeitos da doença no Brasil.

As secretarias estaduais de Saúde informaram ao ministério os hospitais de referência para atendimento dos casos graves do novo coronavírus. No Paraná o hospital referência será o Hospital do Trabalhador, em Curitiba.

Esses locais foram escolhidos como medida preventiva pelos gestores locais por terem ampla capacidade de atendimento e profissionais especializados para situações de risco à saúde pública. A medida faz parte da rotina de atualização dos protocolos e medidas de prevenção previstos no Plano de Contingência Nacional do Ministério da Saúde.

“Esses hospitais de referência poderão receber, de acordo com a necessidade de cada um, um número de leitos de UTI compatível com a demanda que vai aparecer. Vamos fazer um processo licitatório para mil leitos e, se for necessário, vamos ampliar esse quantitativo, e a partir daí esses leitos serão colocados a partir de 30 dias em funcionamento nesses hospitais que forem selecionados nos planos de contingência das cidades”, explicou Gabbardo.

Ainda não há definição exata da distribuição dos leitos. Segundo o secretário, essa indicação será feita de acordo com os critérios dos planos de contingência dos estados e das cidades, à medida que evoluir a doença no país. Uma reunião será realizada entre o Ministério da Saúde e secretarias estaduais de Saúde na próxima quinta-feira para discutir o assunto.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES