Publicidade
Em São Paulo

Hospital faz confusão e troca corpo de homem e mulher suspeitos de Covid-19

Um hospital de Santro André, município localizado na Grande São Paulo, acabou cometendo uma grande confusão na última quarta-feira. Nesse dia, faleceram no Centro Hospitalar da cidade uma mulher de 92 anos e um homem de 54. No entanto, na hora de entregar o corpo dos dois, vítimas do novo coronavirus, o estabelecimento de saúde acabou fazendo confusão e entregou os corpos trocados - ou seja, a família da idosa recebeu o corpo do homem, e a família do homem recebeu o corpo da idosa.

Em entrevista ao portal G1, a famílias classificaram o erro como "chocante" e "absurdo". Como as vítimas de Covid-19 estão sendo enterradas com urna lacrada, sem velório, os familiares de Amir Martins da Silva, de 92 anos, enterraram o corpo de Fancisco Carlos da Silva, no Cemitério São Luiz, na capital paulista.

O hospital paulista descobriu a troca horas depois e informou as famílias. Segundo a instituição, o serviço funerário foi culpado pelo erro. O caso, agora, será investigado pela Polícia Civil, após parentes dos dois falecidos registrarem boletim de ocorrência reclamando da situação.

A família de Amir conseguiu nesta quinta-feiraenterrar a idosa no mesmo cemitéiro onde havia sepultado Francisco no dia anterior. Já os parentes de Francisco estão aguardando uma decisão judicial para poder exumar o corpo dele, enterrado na capital paulista.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES