Impostômetro baterá a marca dos R$ 500 bi em 2020 às 8h20 desta 6ª, diz ACSP

A arrecadação com taxas, impostos, contribuições e multas atingirá R$ 500 bilhões nesta sexta-feira, 6, assim que os relógios marcarem 8h20. Os dados são do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Segundo Emilio Alfieri, economista da ACSP, o aumento na arrecadação pode ser visto de forma positiva, uma vez que não houve elevação das alíquotas. Outro aspecto positivo é que o déficit público vem caindo. Está agora, em janeiro, em 0,7% do PIB. Em janeiro do ano passado estava em 1,2%.

"O que acontecia anteriormente é que aumentava a arrecadação, mas o gasto do governo, e o déficit, também crescia", analisa Alfieri. Mas agora, diz ele, não está mais assim. "A arrecadação está aumentando e o gasto, caindo. Isso mostra que a política econômica está no rumo certo", continua.

No entanto, ainda segundo o economista, o cenário político atual está atrapalhando a retomada do crescimento, que poderia ser ainda mais acentuada se as reformas administrativas, e outras necessidades em discussão no Congresso, já tivessem sido implantadas.

"Neste aspecto preocupa a desarmonia entre os poderes, que está atrapalhando este processo de aprovação das medidas necessárias para que a economia cresça de forma mais consistente", conclui o economista.