Dívidas

Inadimplência registra alta no Paraná no começo deste ano

A quantidade de paranaenses endividados com contas em atraso e que não terão condições de pagar voltou a crescer em janeiro, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR).

O volume de endividados que estão com os pagamentos em atraso foi de 26,3% em janeiro, contra os 25,7% registrados em dezembro. Já os que afirmam que não terão condições de quitar seus débitos correspondiam a 11,9% em janeiro, ante os 10,6% em dezembro do ano passado.

Essa dificuldade no pagamento das contas é motivada principalmente pelo fim do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal e pelo excesso de gastos das famílias no fim ano.

Apesar da maior parte das dívidas se concentrarem no cartão de crédito, com 73,8%, outros motivos que levaram os paranaenses a permanecer endividados foram o financiamento imobiliário, com 8,5%, e o financiamento de veículo, com 7,6%. Outra forma de dívida foram as compras nos carnês, com 4,9% em janeiro.