Assine e navegue sem anúncios [+]
Para pagar dívidas

Instituição de Curitiba faz mega bazar com objetos de duas creches fechadas

(Foto: Reprodução)

O Centro de Assistência Social Divina Misericórdia  (CASDM) realiza partir desta sexta (7) um mega bazar com vários objetos de duas creches fechadas no fim do ano passado, após o fim do convênio com a Prefeitura de Curitiba. São brinquedos diversos, panelas, louças, mesas, cadeiras infantis, sofás e todo tipo de material usado em escolas. O objetivo é arrecadar pelo menos R$ 20 mil para ajudar a pagar as dívidas da instituição, que começaram com o fim do contrato e pioraram com a pandemia. "Só com a rescisão dos 78 profissionais das duas creches gastamos R$ 650 mil. Até dezembro tínhamos 120 funcionários. Agora estamos com 35, porque temos três unidades de atendimento de crianças de 06 a 16 anos e pessoas idosas, que precisamos manter", explica a Irmã Anete Giordani, Gestora do Centro de Assistência Social Divina Misericórdia. 

A CASDM mantinha dois Centros Comunitários de Educação Infantil em convênio com a Prefeitura de Curitiba, um no Boqueirão, há 10 anos, e outro no Sabará, há 10 anos, que atendiam 450 crianças, mas assim como outros dez centros, decidiu não aderir às novas regras definidas no fim do ano passado. "Não aderimos ao Edital, porque foi muito prejudicial às entidades. As entidades que permaneceram estão numa situação mais difícil ainda", afirmou ela. O edital liberou a participação de instituições particulares nos convênios e, segundo, os centros, reduziu o valor dos repasses. 

O centro de assistência, sem fins lucrativos, criado em 1983 com apoio da Igreja Católica, ainda mantém o Projeto Sabará Ativo que atende 230 crianças e adolescentes, o Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Pessoas Idosas: Projeto Queremos Viver (Unidade: CECOPI) para 150 pessoas idosas e o CEIDM, que era uma das creches, onde pretende atender 120 crianças de 04 a 09 anos e 100 pessoas idosas numa proposta Intergeracional, além da sede administrativa no centro juvenil Madre Clélia. 

Como vai funcionar o bazar

Devido à pandemia, serão distribuídas senhas e apenas cinco pessoas poderão entrar por vez no local, todas com máscaras e respeitando o distanciamento social. Crianças não serão permitidas. O bazar acontecerá na Rua Carlos Martins Mercer, 191, em frente à Praça Bela Vista do Passaúna, na sexta (7), sábado (8), segunda (10), terça (11) e quarta (12), das 9 às 16 horas.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK