Publicidade
Fora do País

Intercâmbio no Canadá: quais cidades escolher

O Canadá é um destino cada vez mais popular entre os intercambistas brasileiros. Há 13 anos consecutivos, é o país preferido por quem deseja uma temporada no exterior, de acordo com pesquisa da Brazilian Educational & Language Travel Association (Belta).

O número de intercambistas que viajaram do Brasil rumo ao Canadá saltou de 302 mil, em 2017, para 365 mil em 2018, o que significa um aumento de 20,46%.
Não é difícil entender o motivo dessa preferência: o Canadá é um dos países mais seguros do mundo. Ocupa a sexta posição em um ranking da Global Peace Index, ou em português, "Índice Global da Paz".

cotação do dólar canadense é mais favorável ao nosso bolso, porque os preços geralmente são mais baixos que os praticados nos Estados Unidos.

O país também apresenta uma diversidade atraente: além de contar com metrópoles super desenvolvidas, há ensino de qualidade e paisagens naturais de tirar o fôlego.
Há ainda a oportunidade de aprender dois idiomas: o inglês e o francês, que é o oficial da província de Quebec.

Diante de tantas opções, quem pretende fazer intercâmbio no Canadá pode ter dúvidas sobre qual cidade escolher. Para ajudar, segue um guia com os principais destinos para estudo e seus atrativos.

Toronto
A "Hollywood do Canadá" é a maior cidade do país, a mais populosa da América do Norte e o centro contemporâneo mais multicultural do mundo. Mais da metade (51%) da sua população é proveniente de outros países.
De acordo com um ranking da Economist Intelligence Unit (EIU) 2019, é a sétima melhor cidade para se viver no mundo.
Toronto ainda apresenta custo de vida inferior, comparado a outras metrópoles mundiais como Londres, Nova York, Sydney e Dublin, por exemplo.
Para os intercambistas, nada melhor que estudar em uma cidade verdadeiramente universitária, com diversas instituições renomadas e grande oferta de cursos de inglês.

Vancouver
É uma ótima opção para a pessoa que, apesar de gostar de grandes cidades, não abre mão de estar próxima à natureza.
No ranking da EIU, ela ocupa a 6ª posição, à frente de Toronto, com notas altíssimas nas áreas da saúde, cultura e meio ambiente, infraestrutura e educação.
O cenário é um deleite à parte: Vancouver está localizada em região de florestas, repleta de montanhas e muitas ilhas. É a escolha perfeita para quem é apaixonado por esportes e atividades ao ar livre.
A multiculturalidade se reflete na gastronomia, oferecendo opções para todos os gostos.

Quebec
Apesar de o francês ser o idioma oficial da província, grande parte da população é fluente no inglês, o que proporciona uma experiência linguística enriquecedora para qualquer intercambista.
Toda a província preserva muito bem os traços da colonização francesa, que pode ser vivenciada em sua arquitetura e na gastronomia da capital, Quebec City.
É uma boa alternativa à França para quem deseja viajar para aprender o idioma, com preços mais baixos.
A boa qualidade de vida e receptividade aos estrangeiros também são pontos altos da região.
Os brasileiros que optarem por embarcar rumo à Quebec City devem se acostumar à ideia de conviver com baixas temperaturas e neve.

Montreal
Localizada a 2h de carro de Quebec City, é também um território bilíngue e a uma referência em gastronomia do Canadá. A cidade é um destaque em cursos nesta área e também em turismo.
O inverno é bastante rigoroso. Porém, a exemplo de Toronto, Montreal conta com uma cidade subterrânea que serve de refúgio para se abrigar do frio intenso ao sair de casa.
A qualidade do ensino também se destaca. É onde está localizada a McGill, considerada a melhor universidade do Canadá e uma das mais respeitadas do mundo.

Victoria
Capital da província de British Columbia, a cidade de 92 mil habitantes tem uma paisagem natural esplêndida e é um ótimo local para mergulho devido às águas transparentes.
Victoria fica a aproximadamente 1h de viagem de ferry boat de Vancouver. Exibe em sua arquitetura e na grande quantidade de pubs os traços da colonização britânica.
A atmosfera é amigável e o clima é mais ameno, com inverno menos rigoroso que as cidades citadas anteriormente. Por isso, é também um destino muito favorável a atividades ao ar livre.

Ottawa
Ottawa, a quarta cidade do país, é a capital do Canadá. Quem pensa que é Toronto ou Montreal, está enganado.
A mão de obra é altamente qualificada e é onde se concentram a maioria dos pesquisadores e cientistas: por isso, é a referência na área de tecnologia.
O custo de vida é tido como um dos mais baratos quando comparado ao das demais cidades metropolitanas, como Toronto e Vancouver.
Ottawa oferece transporte público de excelência e é uma das cinco cidades mais limpas do mundo, segundo a revista Forbes.
A excelente infraestrutura e qualidade de vida atrai não só muitos turistas, mas estrangeiros interessados em morar no Canadá.

Como escolher a cidade ideal
O Canadá conta com cidades incríveis para intercâmbio e com atrativos diversos. Para fazer a melhor escolha de acordo com o perfil de quem for viajar, vale a pena ficar atento às características, principalmente, do clima e custo de vida.
Em Ottawa, por exemplo, as temperaturas giram em torno dos 21 graus no verão e podem chegar a -10 graus no inverno. O mesmo ocorre em Quebec City. Em Montreal pode fazer -13 graus na estação mais fria do ano.
Considerada mais amena, Vancouver tem mínima um pouco superior no inverno: 5 graus. Mas para quem está habituado às temperaturas tropicais, é uma grande mudança.
Além de buscar vídeos e informações junto aos centros de ensino, conversar com quem já viveu a experiência pode fazer a diferença.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES