Publicidade
‘Põe casaco, tira casaco’

Inverno seco de 2018 teve temperaturas para todos os gostos em Curitiba

"Cena comum neste inverno em Curitiba: c\u00e9u cinzento"
"Cena comum neste inverno em Curitiba: c\u00e9u cinzento"

O inverno curitibano, que termina no dia 22 de setembro, tem sido mais seco e frio do que em outros anos. Mas isso não impediu o tradicional “põe casaco – tira casaco”, com a Capital registrando temperatura máxima digna de um dia de verão e também temperatura mínima próxima de zero graus celsius – fazendo jus à estação mais fria do ano.
De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), até aqui o dia mais frio do inverno foi registrado em 9 de julho, quando no começo da manhã os termômetros da estação em Curitiba marcou 0,7ºC. Por outro lado, o dia mais quente foi registrado em 31 de agosto, quando os termômetros marcaram 29,4ºC.
Com relação às chuvas, o inverno deste ano foi mais seco que o comum, com o acumulado de precipitação em 104,2 milímetros (dados do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet). Ao todo, foram 69 dias sem chuva e outros 14 em que houve precipitação, sendo que os dias em que mais choveu foram 27 de junho (23,4 milímetros), 26 de agosto (17,8 milímetros), 24 de agosto (17 milímetros) e 03 de setembro (11,2 milímetros).
Samuel Braun, meteorologista do Simepar, explica que embora o boletim para o inverno já apontasse para uma menor incidência de chuvas neste inverno em comparação com outros anos, o baixo nível de chuvas acabou surpreendendo.
“Não esperavámos que fosse chover tão pouco, principlamente julho, que foi o mês mais seco na cidade desde 1997, um mês inteiro praticamente sem chuva e com temperaturas bem altas para inverno também. Agosto já foi mais normal e setembro, embora ainda seja inverno no calendário, meteorologicamente apresenta características próprias da primavera”, explica o especialista.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES