Censo previdenciário

IPMC alerta mais de 200 aposentados e pensionistas ainda sem o recadastramento

(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

Um grupo de 21 beneficiários que não fez o recadastramento no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) poderá ter o benefício bloqueado a partir deste mês. O prazo para a entrega dos documentos deste grupo e para fazer a prova de vida termina na próxima quinta-feira (14/11).

Estes aposentados e pensionistas foram convocados no mês do seu aniversário (maio, junho ou julho), não fizeram o recadastramento, já tiveram o cartão qualidade (utilizado para compras em lojas conveniadas) bloqueado, e mesmo assim não foram ao IPMC.

Também foram feitas tentativas de contato por meio dos números de telefone existentes no cadastro e a busca ativa pelo Serviço Social do Instituto, mas eles não foram localizados. 

Mais 210 com o cartão bloqueado
O Instituto convocou pela segunda vez, mais 210 beneficiários que não fizeram o recadastramento e a prova de vida nos meses de agosto, setembro e outubro. Se não participarem do Censo Previdenciário, eles também poderão ter a suspensão do pagamento do benefício. A lista com os nomes dos que ainda não cumpriram a exigência (atualizada dia 11/11 às 11 horas) está no site do IPMC.

Estes aposentados e pensionistas estão com o cartão qualidade bloqueado. O desbloqueio será feito depois que eles comparecerem ao IPMC para a prova de vida e entregarem a documentação exigida conforme a legislação.

A informação sobre a causa do bloqueio do cartão é dada assim que eles entrarem em contato com a central do cartão qualidade. Depois que fizerem o recadastramento, o cartão qualidade será desbloqueado em até 48 horas.

Os que fizeram aniversário em agosto, setembro e outubro e não comparecerem ao IPMC até 15 de janeiro de 2020 para o recadastramento terão o seu benefício suspenso a partir de janeiro.

Todos foram convocados duas vezes por correspondência enviada pelos Correios ao endereço cadastrado no IPMC. A lista dos convocados também é publicada no Diário Oficial do Município.

O que é o Censo Previdenciário
O Censo Previdenciário consiste em duas etapas exigidas por lei. Uma delas é a prova de vida, ou seja, com o comparecimento do beneficiário, o IPMC atesta que ele está vivo. A outra é o recadastramento para o qual são exigidos documentos.

A lista de documentos é informada na correspondência enviada para o endereço cadastrado e também está disponível no site. Quem não recebe a convocação, também pode verificar se foi chamado pelo site.

Os beneficiários são convocados para comparecer ao IPMC no mês do seu aniversário.

O Censo Previdenciário evita pagamentos indevidos e combate fraudes. Por isso, ele é necessário para que os servidores aposentados e os pensionistas mantenham o pagamento do seu provento e pensão de forma regular.

O recadastramento é feito pessoalmente no Edifício Delta (Avenida João Gualberto, 623, torre C, Alto da Glória). Os beneficiários são atendidos no 2° andar.

E se não puder comparecer?
Quem é convocado para o Censo Previdenciário e não pode comparecer no dia agendado, deve entrar em contato o mais rápido possível com o instituto para reagendamento.

Em caso de dificuldade de locomoção ou mobilidade reduzida que o impeçam de apresentar os documentos pessoalmente, o beneficiáro deve entrar em contato para receber orientações para a visita domiciliar. Os telefones para informações são 3350-3646 ou 3350-9617.

Aqueles que moram fora da Região Metropolitana de Curitiba têm a possibilidade de fazer o recadastramento enviando, pelos Correios, o formulário preenchido e os documentos autenticados em cartório, com reconhecimento da assinatura por verdadeiro. As informações e os formulários necessários estão disponíveis no site do IPMC.


Beneficiários que poderão ter o benefício suspenso se não comparecerem até 14 de novembro, veja a relação no portal da Prefeitura de Curitiba