Irã ultrapassa marca de 30 mil mortos por coronavírus

O número de pessoas mortas no Irã em decorrência da pandemia do coronavírus ultrapassou, neste sábado, a marca de 30 mil, informou o porta-voz do Ministério da Saúde, Sima Sadat Lari. Segundo ele, nas últimas 24 horas, o país registrou 253 novos óbitos, o que elevou o total para 30.123 mortos. Em relação aos casos de infecção, já são mais de 526 mil desde o início da pandemia.

No Oriente Médio, o Irã foi o que teve a pior incidência da doença e tenta combatê-la desde fevereiro, quando os primeiros casos começaram a ser identificados. Nas últimas semanas, entretanto, a quantidade de mortes diárias subiu para os níveis mais altos dos últimos meses.

Também neste sábado, a Índia identificou 62.212 novos casos da doença nas últimas 24 horas, aumentando para mais de 7,4 milhões o número de infectados no país. As novas mortes somaram 837 na mesma base de comparação. Com isso, o país acumula 112.998 mortos pela doença. Apesar dos números ainda altos, os indianos vêm observando uma tendência de queda, já que na semana passada o pico de novas infecções foi de 92.380 no levantamento diário.

Já na Austrália, após o Estado de Victoria ter reportado apenas um novo caso de covid-19 e nenhuma morte no levantamento diário, a cidade de Melbourne se aproxima da flexibilização de algumas medidas restritivas. O número de vítimas fatais no Estado permanece em 816, enquanto o do país, está em 904. As autoridades australianas ainda não indicaram quais restrições serão atenuadas, mas o premiê do Estado, Daniel Andrews, comentou que as mudanças seriam mais nos espaços sociais, com a retirada do toque de recolher, por exemplo.