Publicidade
Discussão racial e social

'Isto é um negro?' investiga o que é ser uma pessoa negra no Brasil do século 21

(Foto: Rodrigo Oliveira)

O espetáculo “Isto é um negro?”, com direção de Tarina Quelho, investiga, diante do público, o que é ser negro no Brasil e estará na Mostra 2019 do Festival de Curitiba, nos dias 30 e 31 de março, no Teatro José Maria Santos. Em cena, corpos de pessoas negras, atrizes e atores, nus, estudam essa questão e, simultaneamente, se estudam. Como transformar teoria em cena? Como discutir negritude e questões raciais a partir da experiência singular de cada um dos intérpretes? A peça propõe algumas hipóteses possíveis para essas perguntas.

Produzido por um coletivo de artistas ligados direta ou indiretamente à EAD, Escola de Arte Dramática de São Paulo, trata-se de um questionamento cênico sobre racismo e constituiu uma tentativa de luta contra as diversas formas de destituição da fala da pessoa negra.

Segundo a produção do espetáculo, “Isto é um negro?” tenta organizar a ira e dar representação concreta a existências e formas de vida, reconhecendo os corpos dessas existências cuja afirmação é a negação de toda necropolítica. “É um estudo sobre o racismo é, principalmente, um estudo sobre práticas”.

Outros temas são apresentados também, como a lei do merecimento, a hesitação que uma fisionomia que confere o decreto de suspeita sobre um corpo com o efeito de uma chanchada sinistra. Entre merecimento e mérito, as cores do sistema, como se vê neste espetáculo, são tons vermelho-sangue de pessoas que merecem morrer porque não tem o mérito do privilégio. “O direito custa muito caro. A exceção produz lugares, e neles, outros antagonismos.”

O espetáculo conta com intérprete de libras.

Vídeo: https://youtu.be/XL_GjZwDj4c

Ingressos

Os ingressos para os espetáculos em cartaz nos espaços administrados pelo Centro Cultural Teatro Guaíra (Guairão, miniauditório, Guairinha e José Maria Santos) estão disponíveis apenas pelo site e pontos de venda do Disk Ingressos. Os ingressos para as demais 1330 sessões seguem disponíveis nos canais oficinais do evento: pelo site (www.festivaldecuritiba.com.br), aplicativo “Festival de Curitiba 2019” e nas bilheterias físicas do ParkshoppingBarigüi (Piso Superior – Lado Norte) e Shopping Mueller(Piso L3).

Valores:

Mostra 2019 – De R$ 0 a R$ 70,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Fringe – De R$ 0 a R$ 60,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

FICHA TÉCNICA

Com: Ivy Souza, Lucas Wickhaus, Mirella Façanha e Raoni Garcia
Direção: Tarina Quelho
Codireção : Lucas Brandão
Dramaturgia: Mirella Façanha e Tarina Quelho
Som: Tom Monteiro
Operação de Som: Fernanda Feliz
Luz : Lucas Brandão
Cenotécnico: Lam Matos e Alexandre Peixe
Fotos: Rodrigo Oliveira
Produção: Dani Façanha

Classificação: 18 anos

30 DE MARÇO ÀS 21H E 31 DE MARÇO ÀS 19H NO TEATRO JOSÉ MARIA SANTOS

DESTAQUES DOS EDITORES