Publicidade

Itália confirma 5 mortes e 219 casos de infecção por coronavírus

A Itália confirmou nesta segunda-feira, 24, cinco mortes decorrentes de infecção por coronavírus, em um total de 219 casos. Mais de dois terços das ocorrências estão concentradas na região da Lombardia, que inclui a capital financeira do país, Milão - ao todo, são 167 casos confirmados.

Hoje, a Áustria interrompeu o tráfego de trens para a Itália nos dois sentidos, após temores de que um trem que circulava na noite deste domingo, 23, tivesse dois passageiros infectados pelo coronavírus.

O governo da França pediu que qualquer cidadão que tenha visitado as regiões da Lombardia ou de Vêneto, as duas mais afetadas, utilize máscaras faciais e meça a temperatura corporal duas vezes ao dia - as mesmas medidas solicitadas de quem tenha viajado à China ou à Coreia do Sul, que registram a maior parte dos casos de coronavírus.

Os governos da Croácia e da Eslovênia, que são populares destinos turísticos para os italianos, realizarão reuniões de crise nesta segunda-feira. A Croácia anunciou que irá monitorar passageiros retornando da Itália.

"Os rápidos desdobramentos ao longo do final de semana mostraram quão rapidamente essa situação pode mudar", disse a Comissária de Saúde da União Europeia, Stella Kyriakides, em Bruxelas. "Precisamos levar essa situação muito seriamente, mas não podemos ceder ao pânico e, mais importante, à desinformação."

O comitê de segurança em saúde da União Europeia deve se reunir hoje para discutir o desenvolvimento do surto de coronavírus no continente, com atenção especial para a situação da Itália.

Ontem, as autoridades italianas cancelaram o tradicional Carnaval de Veneza, que começou no dia 8 de fevereiro e terminaria nesta terça-feira, 25. O objetivo da medida é ajudar a conter a disseminação do coronavírus no país. O governo também suspendeu partidas de futebol da série A do Campeonato Italiano que aconteceriam ontem.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES