Jair aprova atuações do Atlético em tropeços e prevê duelo aberto com Palmeiras

A série de três jogos sem vitórias tirou o Atlético Mineiro da liderança do Campeonato Brasileiro e provocou questionamentos ao desempenho do time. Nesta sexta-feira, porém, o volante Jair saiu em defesa da equipe. Em sua avaliação, as atuações contra Fluminense, Bahia e Sport foram boas. Para ele, porém, faltou eficiência para garantir os triunfos.

"Tem nos incomodado, mas a gente tem que saber que estamos fazendo um bom trabalho. Acredito que não é falta de empenho ou de desempenho. A gente vem criando muito, só que não tem feito os gols. Então, se tiver que cobrar, tem que cobrar o resultado e não a nossa performance dentro de campo, até porque somos uma equipe que tem a bola, cria e busca o gol o tempo todo. O mais fácil é marcar, difícil é propor o jogo o tempo todo. Então, é importante esse jogo contra o Palmeiras para a gente voltar a vencer e retomar a confiança que estávamos tendo antes", comentou.

Confiante na reação da equipe, Jair acredita que com tranquilidade e atenção, o Atlético-MG vai conseguir encerrar o jejum de triunfos. Além disso, pediu para os torcedores confiarem no trabalho que tem sido desenvolvido pelo técnico Jorge Sampaoli.

"No último jogo, tivemos 26 finalizações, o adversário teve 3, mas nenhuma foi no gol. É difícil não sair com a vitória tendo criado tanto, sofrendo pouco. Mas é importante saber que a gente tem feito um grande trabalho e é importante também o torcedor acreditar nisso, comprar a ideia junto com a gente. Eles têm comprado, disso a gente não tem o que reclamar, mas é ter um pouco mais de calma e tranquilidade para definir", disse.

O Atlético-MG voltará a jogar na segunda-feira, quando visitará o Palmeiras, no Allianz Parque, pela 19ª rodada do Brasileirão. E Jair aposta em duelo mais aberto e franco, ao contrário dos duelos mais recentes da equipe.

"Acredito que o Palmeiras não virá fechado, até porque eles jogam em casa e também precisam do resultado. Penso que vai ser um jogo bom e precisamos voltar a vencer para nos dar ainda mais confiança na competição", afirmou.