João Paulo culpa expulsão por empate do Santos em estreia no Paulistão

O goleiro João Paulo culpou a expulsão do meia Gabriel Pirani, nos acréscimos do primeiro tempo, pela fraca atuação do Santos e pelo empate sem gols com a Inter de Limeira, fora de casa, na noite desta quarta-feira. Foi a estreia dos dois times no Campeonato Paulista.

"Quando se perde um jogador fica mais difícil correr um tempo inteiro com um a menos", comentou o jogador, em entrevista na saída de campo para o canal HBO/TNT Sports. "Sabíamos que seria um jogo muito difícil. A equipe deles já vinha se preparando bem antes da gente na pré-temporada. Enquanto tivemos em igualdade, conseguimos criar jogadas."

A expulsão de Pirani aconteceu aos 51 minutos do primeiro tempo. Com uma entrada desastrada, ele acertou com pé alto a canela do adversário. O meia não tinha cartão amarelo e acabou levando o vermelho direto depois que o árbitro consultou o VAR.

Com um a menos em campo durante todo o segundo tempo, o Santos até mostrou maior movimentação no ataque e criou mais chances do que na etapa inicial. Mas não conseguiu superar a Inter, que chegou a impor pressão na reta final da partida.

"Uma coisa que aprendemos é saber sofrer. Tivemos chances de fazer um gol, mas não fizemos. Acho que o resultado ficou de bom tamanho. Claro que queríamos ganhar o jogo, viemos para ganhar, mas a partir do momento em que ficamos com um jogador a menos fica mais difícil. Temos de descansar agora", declarou o goleiro.