Publicidade
Conscientização

Julho Amarelo terá ação na Boca Maldita contra as hepatites virais no dia 25

(Foto: Reprodução/Sesa-PR)

Reforçar as medidas de prevenção às hepatites virais, bem como o tratamento correto da doença, é um dos objetivos do Julho Amarelo, promovido pela Divisão de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis, Hepatites Virais e Tuberculose (DVDST) da Secretaria de Estado da Saúde. Para isso, no dia 25 serão realizadas ações de testagem rápida para diagnóstico das hepatites virais na Boca Maldita, em Curitiba, em parceria com o Sesc (Serviço Social do Comércio) e a Sesa.

Instituído por Lei, durante um mês as ações e campanhas de prevenção e dicas relacionadas à luta contra a doença serão reforçadas em todo o Estado, visando a prevenção das hepatites A, B e C, que são as mais comuns.

No Paraná a taxa de detecção de hepatite B teve uma redução de 10%, quando comparado o ano de 2010 (15,9/100 mil habitantes) com o ano de 2018 (14,3/100 mil habitantes). Nesse mesmo período a taxa de detecção para hepatite C se manteve estável (9,4/100 mil habitantes em 2010 e 9,3/100 mil habitantes em 2018).

Ainda que silenciosa, a hepatite pode apresentar sintomas tais como: mal-estar, fraqueza, dor de cabeça, febre baixa, falta de apetite, cansaço, náuseas e desconforto abdominal na região do fígado, icterícia (olhos e pele amarelados), fezes esbranquiçadas e urina escura. O diagnóstico da doença é feito através de teste rápido e/ou sorologia.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES